Programa Centelha DF contempla 28 startups com até R$ 60 mil

Solenidade no Parque Tecnológico de Brasília (Biotic), nesta 5ª, marcou a entrega de recursos a 28 startups do Distrito Federal

atualizado 02/02/2023 15:25

Programa Centelha DF Renato Alves/Agência Brasília

Novas startups do Distrito Federal receberam, na manhã desta quinta-feira (2/2), financiamento do programa Centelha DF.

Uma solenidade no Parque Tecnológico de Brasília (Biotic) marcou a entrega dos recursos às novas startups da região. Cada um dos 28 projetos selecionados receberá até R$ 60 mil, além de seis meses de capacitação empreendedora, entre outros benefícios. A proposta é transformar ideias inovadoras em empreendimentos de sucesso.

O secretário de Governo, José Humberto Pires, considera o projeto importante para fomentar a economia e o desenvolvimento tecnológico. “Brasília tem um ambiente totalmente favorável. É possível trabalhar esse nosso espaço de maneira que [ele] incentive e traga para nossa cidade mais investimentos”, comentou.

Esta será a primeira edição na capital do país. Mais de mil participantes se cadastraram no portal do programa, com a submissão de 331 ideias inovadoras, oriundas de 88% das regiões administrativas do Distrito Federal.

A partir do processo de recrutamento, capacitação e seleção, 28 projetos receberam aprovação e, agora, serão contemplados com até R$ 60 mil, além de suporte ao desenvolvimento dos negócios e de ter acesso facilitado a parceiros.

O presidente da Agência de Desenvolvimento do Distrito Federal (Terracap), Izídio Santos, participou do evento e comentou que a empresa investe no Biotic para que ele “fomente esse ecossistema”. “E para que possa trazer novas oportunidades às pessoas entrando no mercado, principalmente na área de tecnologia”, afirmou.

Iniciativa

Executado no DF pela Biotic S/A, o programa Centelha DF é promovido pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI) e pela Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), em parceria com o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), o Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (Confap) e a Fundação Certi.

A iniciativa visa promover a cultura empreendedora e acelerar o desenvolvimento do ecossistema de inovação da região, para permitir o intercâmbio de tecnologias, bem como fomentar a geração de capital intelectual e financeiro.

Mais lidas
Últimas notícias