Primeiros lotes da Coronavac chegam nesta 2ª ao DF. Saiba tudo sobre a vacinação na capital

Serão 105.960 doses da vacina contra a Covid-19 transportadas para capital em avião C-130 (Hércules), da Força Aérea Brasileira (FAB)

atualizado 18/01/2021 13:15

Lotes da Coronavac em avião da FABFábio Vieira/Metrópoles

O Distrito Federal espera receber, no início da tarde desta segunda-feira (18/1), os primeiros lotes da Coronavac, vacina feita em parceria entre o Instituto Butantan, de São Paulo, e a farmacêutica chinesa Sinovac. Serão 105.960 doses transportadas no avião C-130 (Hércules), da Força Aérea Brasileira (FAB), que desembarcará na Base Aérea de Brasília.

Segundo a FAB, a aeronave decolou de Guarulhos (SP) rumo à Brasília às 12h55. A previsão de chegada é às 14h50.

Em coletiva de imprensa marcada para às 15h desta segunda, no Palácio do Buriti, o secretário de Saúde, Osnei Okumoto, irá detalhar o início da vacinação contra a Covid-19 no DF.

Após a chegada na capital, as doses serão transportadas para a central da Rede de Frio, da Secretaria de Saúde, localizada no SIA. O local será responsável por operacionalizar toda a logística de distribuição para as regiões e respectivas unidades de saúde.

Segundo a pasta, a central possui 95m³ de capacidade de armazenamento, sendo que 14m³ serão exclusivos para condicionar e aclimatar as vacinas.

Escolta

Nesta manhã, a Polícia Militar do DF (PMDF) desencadeou a Operação Imunização. O objetivo geral da ação é manter a segurança no recebimento, na distribuição e na aplicação de vacinas durante a campanha contra a Covid-19 na capital.

Para isso, serão feitas escoltas das equipes de distribuição de vacinas da Secretaria de Saúde, além de apoio à segurança da central da Rede de Frio e dos oito Centros Regionais de Armazenamento. Os postos de vacinação também contarão com viaturas realizando o policiamento diário.

O DF tem cinco centros de referência de imunológicos especiais e 169 salas de vacinação, no total.

Veja fotos em São Paulo da preparação para o envio das vacinas ao DF:
0
Início da vacinação nesta segunda

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, informou que vai antecipar o início da campanha de vacinação contra o novo coronavírus para esta segunda-feira, às 17h. O cronograma inicial era começar a aplicar os imunizantes às 10h de quarta (20/1). O Metrópoles procurou a Secretaria de Saúde do DF para confirmar o começo da imunização na capital e aguardava retorno até a publicação desta reportagem.

Em 18 de dezembro de 2020, o secretário de Saúde do DF, Osnei Okumoto, havia detalhado que a vacina contra Covid-19 ocorreria em quatro etapas para 678.750 pessoas. Na primeira fase — que inclui profissionais de saúde, idosos com 75 anos ou mais e pessoas a partir de 60 anos que vivem em instituições de longa permanência —, o DF previa vacinar 189.514 pessoas.

Contudo, a quantidade de imunizantes que chega nesta segunda-feira servirá para imunizar 52.980. A pasta ainda não informou quando receberá as doses que faltam.

Na 2ª fase, pessoas com idade entre 60 e 74 anos receberão a vacina. Pacientes com comorbidades terão acesso às doses na 3ª fase de imunização prevista pelo GDF. No quarto grupo, estão professores e profissionais das forças de segurança e salvamento.

As vacinas, adquiridas pelo Ministério da Saúde, serão mantidas no Núcleo Rede de Frio, no SIA, e em outro em processo de locação. As doses serão repassadas às regiões de saúde, que contam com cinco centros de referência de imunológicos especiais e 169 salas de vacina, no total.

0

A estrutura envolve ainda 7,8 milhões de agulhas e seringas, 150 carros e 1.500 funcionários treinados no DF envolvidos diretamente na campanha. Também podem ser firmadas parcerias com instituições públicas e privadas para aumentar a capacidade de ação da imunização. A exemplo de unidades básicas de saúde (UBSs), policlínicas, hospitais públicos, privados, militares e universitários, entre outros parceiros.

Veja como será a vacinação de acordo com a sua região administrativa:

  • A região Sul, composta por Gama e Santa Maria, haverá 22 salas de vacina para atender 272.959 pessoas.
  • Na região Centro-Sul, que engloba Estrutural, Guará, Park Way, Candangolândia, Núcleo Bandeirante, Setor de Indústrias e Abastecimento (Sia) e Riacho Fundo I e II serão disponibilizadas 15 salas de vacina. O público estimado está em 380.797, segundo a Saúde.
  • Na região Central, que compreende as asas Sul e Norte, Vila Planalto, lagos Norte e Sul, Varjão, Cruzeiro, Noroeste e Sudoeste/Octogonal, serão 21 salas de vacinação disponibilizadas para um total de 392.698 pacientes previstos.
  • Na região denominada Sudoeste, que atenderá 829.672 pessoas de Taguatinga, Vicente Pires, Águas Claras, Arniqueiras, Recanto das Emas e Samambaia, 24 salas de vacinação serão abertas.
  • No lado Oeste do DF, Ceilândia, Sol Nascente, Pôr do Sol e Brazlândia, 19 salas atenderão 507.851 pacientes.
  • Planaltina, Sobradinho I e II e Fercal compõem a região Norte e terão à disposição 37 salas de vacina, para 355.006 moradores.
  • Os habitantes de Paranoá, Itapoã, Jardim Botânico, São Sebastião e Jardins Mangueiral terão 23 salas de vacina. A população estimada na região Leste do DF é 313.563 pessoas, segundo a Secretaria de Saúde do DF.

Mais lidas
Últimas notícias