Presos que fugiram da Papuda camuflaram buraco com panos e papel higiênico

Cinco dos detentos recapturados foram ouvidos durante esta quinta-feira (15) e explicaram dinâmica de fuga

atualizado 15/10/2020 21:50

fuga

A Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) ouviu na tarde desta quinta-feira (15/10) cinco dos 11 recapturados que fugiram do Complexo Penitenciário da Papuda na madrugada de quarta (14/10).

Segundo o delegado-chefe da 30ª Delegacia de Polícia (São Sebastião), Érico Mendes, os internos camuflaram o buraco da revista dos agentes nas celas usando panos velhos e papel higiênico. “Eles tapavam e queimavam plástico para disfarçar a cor. O teto é todo sujo”, explicou.

Os policiais também descobriram que, inicialmente, os apenados usaram um pedaço de ferro, mas que depois aproveitaram o próprio metal do teto para abrir o canal. “Eles precisaram de 20 dias para fazer o buraco no teto por onde escaparam”.

Na quarta, a informação inicial dava conta que eles tinham passado quatro dias produzindo a abertura, mas, em depoimento, os próprios internos confessaram que levaram mais tempo na operação clandestina.

Buscas

As forças de Segurança do Distrito Federal continuam as buscas pelos seis dos 17 presos. Equipes se revezam na procura em matagais e regiões de mata próximas ao Centro de Detenção Provisória (CDP), unidade onde ocorreu a fuga.

A cúpula da Secretaria de Administração Penitenciária do DF (Seape) se reuniu, na manhã desta quinta-feira, com a juíza titular da Vara de Execuções Penais (VEP), Leila Cury, para tratar sobre a desativação do Bloco C da prisão.

O desejo da Seape é transferir todos os internos dos locais considerados vulneráveis. Existem seis pavilhões disponíveis no CDP II e oito no CDP III, unidades recém construídas, que poderão ser usadas para recebê-los. Para tanto, é imprescindível a autorização da VEP.

Caso seja autorizada, a administração penitenciária precisará preparar as unidades novas para receber os internos, com materiais e equipamentos necessários para o funcionamento. Será necessário ligar a rede elétrica, providenciar colchões, cobertores e materiais de higiene pessoal para os presos.

Veja os detentos que fugiram da Papuda nessa quarta-feira:

0

 

0

Últimas notícias