*
 

O pré-candidato ao Palácio do Buriti pelo PR, Jofran Frejat, começou a expor propostas de governo caso seja eleito no pleito de outubro de 2018. Em vídeo publicado no Instagram, o médico e ex-secretário de Saúde do DF afirmou que os investimentos na área de educação serão uma prioridade em um eventual mandato. “Vou transformar o Centrad na Universidade do Governo do Distrito Federal. Eu criei a Escola de Medicina (Escs) e é um sucesso. Farei igual lá”, disse em um vídeo com formato de entrevista.

Frejat ainda ressaltou que a mudança de destinação do Centro Administrativo, localizado entre Taguatinga e Ceilândia, beneficiaria milhares de jovens moradores de regiões próximas que “precisam de um ensino público de qualidade”. A promessa, no entanto, vai muito além do benefício aos estudantes da capital. Seria uma solução para o imbróglio que envolve a parceria público-privada (PPP) entre o GDF e o consórcio formado pelas empreiteiras Odebrecht e Via Engenharia.

Investir em educação é a melhor estratégia para garantir um futuro melhor para os nossos jovens. #Frejat #jofranfrejat

Uma publicação compartilhada por Jofran Frejat Oficial (@jofranfrejatoficial) em

O complexo de luxo, entregue há três anos com a previsão de abrigar em um único local a sede do GDF e os 13 mil servidores, custou cerca de R$ 1 bilhão, segundo o consórcio. Porém, ainda não recebeu verba pública e o processo se prorroga na Justiça. O último andamento do GDF sobre o caso foi criar um grupo para analisar a possibilidade de anular o contrato firmado ainda na gestão do ex-governador José Roberto Arruda (PR).

Questionado por um entrevistador sobre a possibilidade de educação integral em Brasília, Frejat disse que a implementação de um sistema eficaz é possível. “Não é custo, é investimento. Estaremos preparando o jovem para o futuro”, disse.

Nas eleições de 2014, quando Frejat perdeu para Rodrigo Rollemberg (PSB), a principal proposta do candidato era a passagem de ônibus a R$ 1.