PSol e PCB vão à Justiça contra Ibaneis Rocha por compra de votos

Em campanha no último dia 26, candidato do MDB prometeu reconstruir casas de moradores da Estrutural com o próprio dinheiro

atualizado 06/10/2018 18:54

Igo Estrela/Especial para o Metrópoles

A poucas horas do início da votação do primeiro turno, o PSol e o PCB ajuizaram ação contra Ibaneis Rocha (MDB) por abuso do poder econômico. A denúncia apresentada ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE-DF), neste sábado (6/10), pede a inelegibilidade da chapa do buritizável. Os partidos fazem referência a um vídeo no qual o emedebista promete a moradores da Colônia Agrícola 26 de Setembro, na Estrutural, a reconstrução de casa derrubadas pela Agência de Fiscalização do Distrito Federal (Agefis).

No documento, os advogados da coligação Elas por Nós: Sem Medo de Mudar o DF, encabeçada pela candidata ao Palácio do Buriti Fátima Sousa (PSol), destaca que Ibaneis é “reconhecidamente abastado”. “O acontecido é uma demonstração clara de abuso de poder econômico, de proveito da situação vulnerável do eleitor e de claro e evidente oferecimento ou tentativa de comprar votos”, dizem na denúncia.

Segundo os partidos, mais do que uma mera proposta de campanha, o modo como foi proferido e envolvendo o patrimônio próprio do candidato, o discurso “é típico do abuso de poder econômico e tentativa de influenciação ilícita da vontade do eleitor”.

A coligação pede a abertura de processo de investigação contra o candidato do MDB e que a Agefis apresente a relação de moradias derrubadas na região. Além disso, solicita a inelegibilidade da chapa emedebista, mesmo após as eleições.

Veja a representação:

Aije Ibaneis e Vice by Suzano Almeida on Scribd

Assista ao vídeo:

Mais lidas
Últimas notícias