Por falta de documentos, comissão do TRE-DF pede intimação de Fraga

A Comissão de Análise de Registro de Candidaturas apontou a ausência de certidões da Justiça

Michael Melo/Metrópoles

atualizado 23/08/2018 19:07

A Comissão de Análise de Registro de Candidaturas do Tribunal Regional Eleitoral do Distrito Federal (TRE-DF) sugeriu a intimação do candidato ao Palácio do Buriti pelo DEM, Alberto Fraga. O colegiado quer que ele se manifeste ou apresente documentos necessários para seguir na corrida ao Buriti.

Segundo o relatório de 19 de agosto, faltam as certidões da Justiça estadual, de 1º grau, e Federal de 2º grau. O primeiro documento aponta a existência de ações passíveis de resultar em condenação criminal que poderia ocasionar suspensão de direitos políticos. Já o segundo detalha os processos na Corte competente para julgar delitos praticados por quem tem foro privilegiado.

A comissão pediu a certidão do Supremo Tribunal Federal (STF) porque Fraga tem mandato na Câmara dos Deputados. E ainda solicitou os certificados de objeto, além da situação de quatro processos nos quais o parlamentar está envolvido e que tramitam no Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (TJDFT). Fraga responde pelos crimes de concussão e porte ilegal de arma de fogo.

O relator responsável por analisar o registro da candidatura de Fraga é o desembargador Daniel Paes Ribeiro.

Reprodução/TRE-DF

 

O outro lado
A assessoria do buritizável informou que os documentos foram entregues na tarde desta quinta-feira (23/8).

Últimas notícias