Paulo Chagas é convidado para comandar Odebrecht no DF: “Bela tarefa”

Candidato apoiado por Jair Bolsonaro (PSL) nas eleições do DF, general deve fechar acordo com a empresa em janeiro

atualizado 17/12/2018 15:53

Rafaela Felicciano/Metrópoles

A coluna de Lauro Jardim, de O Globo, afirma que a Odebrecht negocia com o general Paulo Chagas, candidato ao Governo de Brasília em 2018, para comandar seu escritório em Brasília. Segundo a nota, o nome do postulante ao GDF neste ano apoiado por Jair Bolsonaro foi aprovado no conselho de administração do grupo.

Em contato por telefone com o Metrópoles, Chagas confirmou as conversas e disse se tratar de uma “bela tarefa” dirigir a empresa no DF. O general teve pelo menos dois contatos com diretores da Odebrecht: em Brasília e em São Paulo, onde lhe foi explicado as intenções para o cargo. Um novo encontro está marcado para janeiro, quando o acordo deverá ser selado.

“A ideia é muito boa para todas as empresas que foram contaminadas pelo espírito explorador nos governos de esquerda. A Odebrecht é como uma Petrobras no Brasil. Existe a necessidade de recuperar a imagem e ter uma empresa forte”, disse Chagas.

Na eleição para governador do Distrito Federal, Paulo Chagas (PRP) obteve 110.973 votos, o equivalente a 7,35% dos válidos. O candidato apoiado por Jair Bolsonaro (PSL) ficou atrás somente de Rogério Rosso (PSD), Rodrigo Rollemberg (PSB) e Ibaneis Rocha (MDB).

Chagas disse ter sido convidado para compor o governo de Bolsonaro. No entanto, não espera uma retribuição pela boa votação no DF, e sim se sentir útil. “Não quero emprego coisa nenhuma. Quero trabalho, ser útil”, finalizou.

Mais lidas
Últimas notícias