*
 

Até o fim de janeiro, os 24 deputados distritais, os oito federais e os três senadores que representam o Distrito Federal devem se encontrar para firmar um pacto que permita enfrentar a crise vivida na capital da República. Na tarde de quinta-feira (5/1), o senador Cristovam Buarque (PPS) se encontrou com o presidente da Câmara Legislativa, Joe Valle (PDT), e com o presidente do PSDB, o deputado federal Izalci Lucas, para debater o assunto. “Precisamos deixar as divergências de lado para salvar o DF”, afirmou Cristovam ao Metrópoles.

Para o senador, hoje existe uma sensação geral de descrédito, como se o DF estivesse “parado”. “O governador está do lado oposto do vice-governador, toma decisões — como o aumento das tarifas de ônibus — sem explicar as razões e na véspera de sair de férias. Os empreendimentos estão todos saindo do DF por falta de incentivo. Temos que nos unir para tentar mudar isso”, disse o senador.

A ideia para a próxima reunião é definir um conjunto de pontos para recuperar a credibilidade de atuação política no DF. Para Izalci, o governador Rodrigo Rollemberg (PSB) tem resistência em falar com os parlamentares. “Isso inclui os que o elegeram, como os senadores Cristovam e Reguffe (sem partido). O Rodrigo não tem voto. Tanto quando foi senador como agora governador, as oportunidades caíram no colo dele”, criticou o tucano.

 

 

COMENTE

PSDBPDTIzalcippsJoe ValleCristovam Buarque
comunicar erro à redação

Leia mais: Política