*
 

Pouco depois de Jofran Frejat (PR) anunciar a desistência da corrida ao Palácio do Buriti, políticos que o apoiavam se reuniram para decidir os rumos da coalizão. O ex-secretário de Saúde era o cabeça de chapa do grupo.

Por volta das 13h desta terça-feira (17/7), os deputados federais Alberto Fraga (DEM) e Rôney Nemer (PP); o presidente do Avante no DF, Paco Britto; o dirigente da sigla emedebista local, Tadeu Filippelli; o ex-distrital Benício Tavares (MDB); e outros aliados se encontraram em um restaurante luxuoso da cidade.

O menu do almoço, em uma sala reservada do Figueira da Villa, na Vila Planalto, tinha como prato principal a sucessão de Frejat na chapa. O nome mais cotado é o de Alberto Fraga (DEM), que figura como pré-candidato ao Senado na coalizão.

Integrantes do grupo afirmaram que não vão se separar mesmo com a saída do ex-secretário de Saúde.

“Ratificamos a união e o fortalecimento do grupo formado por MDB, PP, DEM, Avante e PHS”, disse  Paco Britto ao Metrópoles.

Desistência
Frejat revelou à coluna Grande Angular que comunicou ao presidente nacional do PR, Valdemar Costa Neto, na manhã desta terça (17), sua decisão de desistir definitivamente da pré-candidatura ao GDF.

“Não sou Dom Pedro. Diante de tudo o que encontrei, digo ao povo que não fico. Não estou disposto a concorrer ao Governo nestas condições”, declarou.

O médico disse que Valdemar ainda tentou argumentar e demovê-lo da ideia de desistência, mas a investida não surtiu efeito. “As pressões são muito grandes. Se não tenho condição de tomar as decisões sobre minha própria candidatura, não há sentido em continuar”, pontuou.