Ibaneis quer equiparar salários brutos das forças de segurança do DF

Governador eleito pretende garantir paridade para PMs e policiais civis a partir de março ou abril do próximo ano

Divulgação/Renato AlvesDivulgação/Renato Alves

atualizado 13/12/2018 20:15

A polêmica sobre a paridade salarial entre as corporações do Distrito Federal continua repercutindo entre as categorias. O governador eleito Ibaneis Rocha (MDB) disse, na tarde desta quinta-feira (13/12), que pretende igualar os vencimentos brutos de todas as forças de segurança. Segundo ele, o objetivo é conseguir fazer a paridade a partir de março ou abril do próximo ano.

“Temos que unificar os valores para saber a real diferença que existe entre policiais civis e militares e, a partir daí, conceder o reajuste que equipare os dois. A minha pretensão é que todos eles ganhem bem. Quero que tenham uma equivalência salarial que permita trabalharem em boas condições”, explicou o emedebista, após almoço com o ministro da Agricultura, Blairo Maggi.

De acordo com o governador eleito, a paridade “existe e é constitucional”. “Eu quero deixar bem claro que o meu compromisso é com a população do DF. Não estou preocupado em desagradar nenhum tipo de categoria”, afirmou.

Pela manhã, ele esteve no Tribunal de Contas da União (TCU) para tratar de mudanças no Fundo Constitucional. O emedebista defendeu a criação de um subsídio para os PMs (soldo único que inclui todos os benefícios) e pediu que a folha dos servidores inativos e pensionistas custeada com recursos do fundo seja bancada pelo Ministério do Planejamento. “A intenção é tornar o soldo da Polícia Militar uma parcela única para eliminar esse problema”, afirmou Ibaneis.

Ibaneis disse, na segunda-feira (10/12), que o reajuste da PMDF e do Corpo de Bombeiros pode não chegar aos 37% reivindicados pela Polícia Civil. A declaração foi mal recebida pelos militares e agitou os grupos de WhatsApp dos servidores. “O que você tem de analisar é que, internamente, eles têm estruturas de pagamentos diferenciadas. Quando você termina de computar todas as gratificações da PM, essa diferença salarial não é tão grande”, pontuou o emedebista, na ocasião.

Ministério da Agricultura
Nesta tarde, Ibaneis fez uma visita de cortesia ao ministro Blairo Maggi. “Vim agradecer, pois estou levando o principal assessor dele que será nosso secretário da Casa Civil”, disse sobre Eumar Novack, que estava ao lado deles e vai comandar a Casa Civil do DF a partir do próximo ano.

O governador eleito também agradeceu sobre os R$ 6 milhões empenhados pelo governo federal para o DF. “Vamos investir em maquinários, como tratores e caçambas para a área rural, e em pesquisas para que a comunidade tenha mais tecnologia e acesso ao plantio.”

Últimas notícias