Ibaneis pretende criar novas administrações regionais no DF

Em Ceilândia, representante do MDB afirmou que a existência das RAs do Sol Nascente e do Pôr do Sol levará mais investimentos às regiões

Walterson Rosa/Especial para o MetrópolesWalterson Rosa/Especial para o Metrópoles

atualizado 19/09/2018 18:00

Em ato de campanha pelo comércio de Ceilândia, nesta quarta-feira (19), o candidato ao Palácio do Buriti Ibaneis Rocha (MDB) prometeu criar duas novas regiões administrativas (RAs) no Distrito Federal: de Sol Nascente e do Pôr do Sol. Segundo ele, a medida vai possibilitar o aumento de investimentos nos condomínios. “Há reclamações constantes de falta de atendimento nos hospitais regionais, principalmente no da Ceilândia. Essa é uma das soluções para desafogar o atendimento”, comentou.

O buritizável também propôs regularizar a situação dos ambulantes da região. Segundo o advogado, os trabalhadores informais reclamam da perseguição que sofrem por causa da fiscalização intensa. “Eles (Agefis) seguem uma política de tratar mal quem está trabalhando nas ruas. Estamos vivendo uma época de desemprego constante e essas pessoas só estão tentando trabalhar”, criticou.

Ibaneis se comprometeu em resolver a situação adotando o método usado nas Centrais de Abastecimento do DF (Ceasa). “Conversei com os comerciantes de lá e cada um paga pelo seu espaço, há um cadastro e sabemos quem está naquele local. Eles falaram que dessa forma não há problemas”, explicou.

Regularização
Mais cedo, o postulante se encontrou com representantes dos condomínios do Jardim Botânico e do Mangueiral e disse que irá regularizar a região em seu primeiro ano de mandato, caso seja eleito. “São 80 mil pessoas que não têm nenhuma assistência do Estado.  Mesmo com a legislação existente, o processo de regularização está travado por incompetência”, reclamou.

Segundo o candidato, após a legalização, os moradores poderão pagar impostos e, com a arrecadação das taxas, será possível investir na área com a construção de escolas, creches, unidades básicas de saúde e delegacias.

Últimas notícias