Ao lado de Frejat, Ibaneis oficializará grupo da saúde na transição

Equipe fará primeira reunião na tarde desta segunda-feira (19/11). Emedebista ainda tenta convencer o ex-secretário a coordenar os trabalhos

Filipe Cardoso/ Especial para o MetrópolesFilipe Cardoso/ Especial para o Metrópoles

atualizado 19/11/2018 16:02

O grupo do governo de transição que avaliará os problemas na saúde pública do Distrito Federal será oficializado na tarde desta segunda-feira (19/11). O governador eleito Ibaneis Rocha (MDB) pretende contar com Jofran Frejat (PR) para coordenar a equipe, que ainda não decidiu aceitar o convite. “Acredito que posso ajudar muito, mas não necessariamente como coordenador”, avalia o ex-secretário de Saúde do DF.

Os dois combinaram de ir juntos à reunião. Ibaneis ligou às 12h30 desta segunda para Frejat. Ele espera convencer o ex-gestor no caminho para o Centro Internacional de Convenções do Brasil (CICB), onde será feito o anúncio. “Será um encontro inicial para fazermos uma radiografia a fim de que consigamos alinhar melhores condições para a cidade”, explicou o advogado ao Metrópoles.

O emedebista disse, na última sexta-feira (16/11), ter pelo menos três nomes para a Secretaria de Saúde: a superintendente do Instituto de Cardiologia do DF (ICDF), Núbia Welerson Vieira; o vice-presidente do Sindicato dos Médicos do DF (SindMédico), Carlos Fernando da Silva; e o médico de carreira Adriano Guimarães Ibiapina.

A ideia de Ibaneis é levar os três nomes para apreciação da pessoa escolhida pelo presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), para comandar o Ministério da Saúde. A iniciativa conta com o respaldo de Frejat. “Ele está certo, porque é do ministério que vem recursos para investir na área. É preciso compreender a situação do Distrito Federal para conseguir mudar a realidade”, comentou o ex-secretário.

Cúpula
Desde quando foi eleito, no dia 28 de outubro, até esta segunda-feira (19), o governador eleito do DF anunciou 19 integrantes do primeiro escalão.

Confira:

  • Secretário de Fazenda: André Clemente;
  • Secretário de Habitação: Mateus de Oliveira;
  • Secretário de Obras: Izídio Santos;
  • Secretária da Mulher: Éricka Filippelli;
  • Secretário de Educação: Rafael Parente;
  • Secretário da Casa Civil: Eumar Novacki;
  • Secretário adjunto da Casa Civil: Marcelo Martins;
  • Secretário de Comunicação: Weligton Moraes;
  • Secretário de Justiça: Gustavo Rocha;
  • Secretário de Meio Ambiente: Sarney Filho;
  • Secretário de Segurança: Anderson Torres;
  • Controlador-geral do GDF: Aldemario Araújo Castro;
  • Comandante-geral da Polícia Militar: coronel Sheyla Sampaio;
  • Diretor-geral da Polícia Civil: delegado Robson Cândido;
  • Chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI): Laerte Bessa;
  • Comandante-geral do Corpo de Bombeiros Militar: coronel Carlos Emilson Ferreira dos Santos;
  • Diretor-geral do Departamento de Trânsito (Detran-DF): Fabrício Moura;
  • Presidente da CEB Distribuidora: Wander Azevedo;
  • Presidente da Agência de Desenvolvimento (Terracap): Júlio César Reis.

Últimas notícias