Polícia identifica corpo carbonizado e investiga incêndio criminoso no DF

Além de Rosana Dantas da Costa, o proprietário do imóvel, Edson Fernandes da Silva, 55 anos, foi encontrado morto no local

atualizado 15/01/2021 12:57

Rosana Dantas da CostaPCDF/Divulgação

A Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) identificou o corpo da mulher que morreu carbonizada durante um incêndio, na madrugada de sábado (9/1), em Sobradinho. O caso aconteceu em um imóvel da Quadra 3, no Conjunto H, em frente à Casa de Saúde Indígena. Rosana Dantas da Costa (foto principal), 37 anos, nasceu em Manaus. Os familiares da vítima ainda não foram localizados.

Além de Rosana, o proprietário do imóvel, Edson Fernandes da Silva, 55, foi encontrado morto. O Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal (CBMDF) atendeu à ocorrência às 3h02, com 19 militares e quatro veículos. No imóvel destruído pelas chamas, as equipes acharam os corpos carbonizados. As circunstâncias da tragédia também são investigadas pelo CBMDF e pela PCDF. A polícia não descarta incêndio criminoso.

Segundo o delegado-chefe da 13ª Delegacia de Polícia (Sobradinho), Hudson Maldonado, tratava-se de um barracão em um lote. O investigador detalhou que Edson era alcoólatra e morava sozinho, mas tinha uma namorada, também viciada em bebida etílica. Ao que tudo indica, a parceira seria Rosana Costa.

“Entrevistamos o irmão de Edson, mas ele não narrou histórico de inimizades. Inicialmente, parece que foram vítimas de próprio descuido, somado ao provável estado de embriaguez (ou outras drogas). O local foi periciado”, explicou o delegado. O caso é investigado pela 13ª DP.

Últimas notícias