Polícia Civil prende suspeito de esquartejar e carbonizar homem no DF

Após o crime, o corpo foi jogado dentro de um poço na região de Samambaia. O autor foi indiciado pelo crimes de homicídio qualificado

atualizado 27/05/2021 13:54

Divulgação/PCDF

A Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) prendeu, na madrugada desta sexta-feira (21/5), um homem suspeito de ser o autor de um homicídio qualificado, praticado na última quarta-feira (19/5), na região de Samambaia.

De acordo com a investigação conduzida pelo delegado adjunto da 26ª Delegacia de Polícia (Samambaia), Rodrigo Carbone, depois de um desentendimento doméstico, o autor executou  a vítima com um facão, a esquartejou, carbonizou o cadáver e jogou o corpo em um poço, localizado no Parque Gatumé.

Após o corpo ter sido encontrado, a PCDF identificou os autores do crimes, bem como localização exata do lugar onde ocorreu a execução e a recuperação da arma utilizada no homicídio.

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
Publicidade do parceiro Metrópoles 2
0

“A vítima era amiga do casal. A casa estava repleta de sangue por todas as paredes da sala. O autor narra a execução com frieza assustadora e diz que utilizou um facão para esquartejar a vítima”, revela Rodrigo. “Jogou [o corpo] em um poço e foi comemorar a morte com a mulher em um hotel”, complementa.

“Depois, tentaram limpar os vestígio na casa, queimaram o sofá que estava muito sujo de massa encefálica da vítima e venderam os pertences dela como material de reciclagem. Disse que, mesmo enquanto a vítima já estava agonizando no chão, continuou a furá-la só para ‘curtir a onda’. Continuava furando o crânio da vítima com o facão”, conta o delegado.

O autor foi indiciado pelos crimes de homicídio qualificado, ocultação de cadáver e fraude processual e sua comparsa indiciada pela fraude processual e ocultação de cadáver.

Mais lidas
Últimas notícias