Vizinhos relatam que mãe agredia crianças com frequência no DF

Moradores prestaram depoimento na manhã desta sexta-feira (21/9). Filhos foram retirados da mãe

atualizado 21/05/2021 12:13

agressãoReprodução

Vizinhos da mulher flagrada agredindo os filhos relataram à Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) que as agressões na casa da família eram recorrentes. Os moradores prestaram depoimento, na manhã desta sexta-feira (21/5), na 9ª Delegacia de Polícia (Lago Norte), responsável pelo caso. Ao Metrópoles, a unidade informou que o caso segue em sigilo.

A suspeita foi levada à 9ª DP nessa quinta-feira (20/5) após ser flagrada por vizinhos dando uma surra de cinto no próprio filho, uma criança de 9 anos. A mãe preferiu ficar calada, e não respondeu aos questionamentos dos investigadores. Os filhos foram retirados da casa e estão em um local seguro.

As imagens da agressão, gravadas há mais de uma semana, foram enviadas ao Conselho Tutelar da região e à PCDF.

Cenas de terror

No vídeo, é possível ver o momento em que a mulher, após dar broncas e xingar o menino, usa o cinto para agredi-lo repetidas vezes. Segundo a PCDF, a mulher foi identificada e conduzida para prestar depoimento.  A criança fez exames no Instituto Médico Legal (IML).

Na gravação, ela pede a um outro filho que busque o cinto. A mulher reclama e grita que o menino deixou um balde cheio de água na área de serviço: “Chega, quantas vezes eu falei pra limpar isso aqui? Não é pra chorar, não, quantas vezes te falei sobre isso aqui? Falei que não é pra deixar água dentro de balde”.

A mulher, que não teve o nome divulgado para não expor as crianças, chega a ameaçar o filho: “Te falei, seu filho da p…, olha o que você faz, cara, como você faz isso aqui? Vou te matar”.

“Você vai tirar tudo, você vai jogar a p… da água limpa, você vai jogar sabão, vai esfregar com a p… da escova, vai raspar com o rodo, passa a p… do pano. Passa e enxuga”, continua a gritar.

As cenas são fortes. Para não expor as crianças, o Metrópoles borrou as imagens e suprimiu os nomes ditos durante as agressões.

Veja o vídeo:

 

 

“A delegacia aguarda a confecção do laudo. O inquérito policial que apura os referidos fatos foi instaurado, e outras informações serão prestadas no tempo oportuno”, disse o delegado-chefe da 9ª DP, Jônatas Silva.

Segundo apurado pelo Metrópoles, a mulher responsável pelas agressões tem três filhos. Um deles está com o pai, e os outros dois, aos cuidados do Conselho Tutelar do Varjão.

Últimas notícias