Caminhões-tanque são escoltados pela PM e seguem para os postos do DF

De acordo com a corporação, pelo menos 79 veículos já estão a caminho dos postos de gasolina

atualizado 26/05/2018 13:54

Ricardo Botelho/Especial para o Metrópoles

A Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) escolta caminhões-tanque para abastecimento na base de distribuição da Petrobras, no Setor de Indústria e Abastecimento (SIA), na manhã deste sábado (26/5). De acordo com a corporação, pelo menos 79 veículos já seguiram para os postos.

escassez deve continuar nas próximas horas. Por enquanto, poucos estabelecimentos têm sido reabastecidos, como o da 310 Sul e da QR 214 de Santa Maria. A quantidade ainda é considerada insuficiente para atender a todos, segundo o presidente do Sindicato dos Empregados em Postos de Serviços de Combustíveis e Derivados de Petróleo do Distrito Federal (Sinpospetro-DF), Carlos Alves dos Santos.

Embora alguns postos tenham recebido combustíveis na noite de sexta (25), nem todos os 322 tiveram a reposição, de acordo com o sindicalista.

Segundo informações de um PM que atua na operação, as escoltas começaram com 20 viaturas. Com o aumento da demanda, porém, foi necessário o reforço de mais 10 carros.

Confira os caminhões-tanque a caminho do ponto de distribuição:

Protesto
Em frente à base da Petrobras, motoristas de caminhão e de vans escolares impediram por alguns minutos a saída de caminhões-tanque em um ato de protesto. Eles se ajoelharam na rua e cantaram versos conhecidos: “O povo, unido, jamais será vencido” e “Sou brasileiro, com muito orgulho e muito amor”.

Ainda na manhã deste sábado (26), manifestantes tentaram bloquear a entrada dos veículos, mas a PMDF interviu. Por volta das 11h, as pessoas que participavam do ato forçaram os caminhões-tanque a dar volta em uma rotatória para acessar o ponto de abastecimento.

Veja o momento da manifestação:

Mais de R$ 80
Em um documento interno, a PMDF determina aos membros da corporação que abasteçam a viatura quando a quantidade de combustível chegar a meio tanque. É proibido abastecer em valor inferior a R$ 80. Além disso, antes de iniciar o serviço, é preciso fazer a inspeção a fim de verificar danos.

O governador Rodrigo Rollemberg (PSB) já havia anunciado que, no âmbito do GDF, deve ser ser priorizado o abastecimento dos veículos de serviços essenciais à população, como os de saúde, segurança e limpeza.

Confira a determinação da PMDF:

Arquivo pessoal

Colaborou Ricardo Botelho

Últimas notícias