Pela segunda vez, homem que perseguia ex-companheira é preso no DF

Mesmo com tornozeleira eletrônica, ele procurava a ex-mulher para reatar o relacionamento

atualizado 30/07/2021 17:10

fachada 38ª DPReprodução/Google Street View

A Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) prendeu, nesta sexta-feira (30/7), um homem de 36 anos que perseguia a ex-companheira e, repetidamente, descumpriu medidas protetivas. Ele foi detido em Taguatinga.

Segundo o delegado João de Ataliba, da 38ª Delegacia de Polícia (Vicente Pires), que investiga o caso, o acusado e a mulher ficaram juntos por cerca de 8 meses. Em fevereiro de 2021, ela terminou a relação depois de sofrer violência doméstica.

Na ocasião, ela registrou ocorrência e pediu medidas protetivas, que foram deferidas. “Mesmo intimado, em março, o acusado descumpriu as medidas e foi preso em flagrante. Ele foi liberado em audiência de custódia e passou a usar uma tornozeleira eletrônica”, contou Ataliba.

Após solto e mesmo monitorado, o homem descumpriu novamente a ordem judicial, passou a encaminhar mensagens de texto e a comparecer em locais onde a mulher frequentava. “Dessa vez, ele não foi encontrado; por isso, não foi preso em flagrante”, explicou o delegado.

Em 18 de julho, o homem procurou a vítima novamente e tentou reatar o relacionamento. A mulher, assustada, registrou outra ocorrência.

Segundo a polícia, a prisão do ex-companheiro foi decretada em razão da preservação da integridade física e psicológica da vítima. Ele acabou indiciado por descumprimento de medidas protetivas e perseguição contumaz. Caso condenado, pode pegar até 5 anos de prisão.

Últimas notícias