PCDF prende mulher que usava três nomes falsos para cometer crimes

A acusada fazia uso de documentos falsificados desde 2013, quando chegou ao Distrito Federal

atualizado 14/05/2021 9:16

Uma mulher que usava três nomes para praticar crimes foi presa por policiais da 3ª Delegacia de Polícia (Cruzeiro), nessa quinta-feira (13/5), na Asa Norte.

De acordo com os levantamentos feitos pela polícia, os delitos começaram em 2013, em Rondônia, quando a acusada, identificada como Herica Ferreira Artigas, e o namorado cometeram um homicídio, fugiram para o DF e passam a usar nomes falsos.

Em 2015, a mulher acabou presa pelo assassinato cometido naquele estado e por usar o nome de Thamires Ferreira Artigas. Ela teve o benefício de responder em liberdade o processo de falsidade documental. Entretanto, descumpriu os requisitos legais e teve a prisão preventiva decretada.

Nos anos seguintes, a criminosa, ainda usando o nome de Thamires, foi presa em flagrante outras quatro vezes, três por tráfico de drogas e uma por furto. A mulher também passou a usar o nome de Helen Sandra Pereira da Silva.

Para acabar com a triplicidade de nomes, os policiais do Distrito Federal localizaram o verdadeiro documento da criminosa, fizeram perícia e constataram todas as fraudes nos documentos usados pela infratora. A mulher, ao ser abordada pelos policiais, ainda chegou a se apresentar com nome falso, cometendo, mais uma vez, o delito.

Últimas notícias