PCDF prende homem que armazenava e compartilhava pornografia infantil

O morador de Planaltina foi detido em flagrante, durante operação na manhã desta sexta-feira (12/2), e confessou os crimes

atualizado 12/02/2021 11:40

Policiais em residência reviradaPCDF/Divulgação

Policiais civis da Delegacia Especial de Repressão aos Crimes Cibernéticos (DRCC) deflagraram, na manhã desta sexta-feira (12/2), a quinta etapa da Operação Coleciona-Dores em desfavor de um morador de Planaltina suspeito de cometer crimes de pornografia infantojuvenil.

Após autorização judicial, os agentes da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) cumpriram o mandado de busca e apreensão no endereço do acusado. Na casa, os policiais encontraram materiais relacionados à pornografia infantil armazenados em um HD externo.

O suspeito preso em flagrante tem 29 anos, morava com a mãe e está desempregado. Segundo o delegado Dario Freitas, da DRCC, ele vai responder pela Lei nº 8.069, de 13 de julho de 1990.

“O crime tem pena de 1 a 4 anos de reclusão. Foi arbitrada fiança, a qual não foi recolhida, e o indivíduo será, então, encaminhado e ficará à disposição da Justiça”, informou Dario.

Segundo o delegado, o acusado confessou que armazenava e compartilhava pornografia infantil. “E chamou atenção dos investigadores o desalinho habitual que constava na casa. [Havia] Condições sanitárias precárias e muita sujeira na residência, sendo até difícil imaginar que o indivíduo vivia naquele lugar”, destacou.

A operação, que contou com apoio do Instituto de Criminalística da PCDF, é consequência de uma série de outras apurações de crimes de pedofilia e pornografia envolvendo crianças e adolescentes no Distrito Federal.

Publicidade do parceiro Metrópoles
0

Mais lidas
Últimas notícias