Para não reter trânsito, DER-DF adota novo protocolo em acidentes

Objetivo da normativa é dar fluidez ao tráfego de veículos e evitar novas colisões, especialmente em horários de pico em vias do DF

Igo Estrela/MetrópolesIgo Estrela/Metrópoles

atualizado 21/10/2019 23:22

Os carros envolvidos em acidentes de trânsito ocorridos em rodovias do DF poderão ser retirados das vias imediatamente por agentes do Departamento de Estradas de Rodagem do Distrito Federal (DER-DF) quando não houver vítimas. A Instrução Normativa 23 foi publicada nesta segunda-feira (21/10/2019), no Diário Oficial do Distrito Federal (DODF), e tem o objetivo de dar fluidez ao trânsito e evitar novas colisões em consequência da primeira.

De acordo com o diretor-geral do DER-DF, Fauzi Nacfur, a medida é baseada em normas nacionais de trânsito, que já orientam a retirada de veículos das vias quando não houver mortes no local ou quando não for necessária a realização de perícia.

“Verificamos que não desfazer os pequenos acidentes acabava causando outras colisões. Com a instrução, estamos regulamentando a ação dos agentes. Ao desfazer a cena, eles farão pequenos relatórios descrevendo o que houve e, com a tecnologia, poderão incluir imagens, como fotos de celulares”, explica Fauzi Nacfur.

O diretor-geral aponta ainda que a maior parte das pequenas colisões ocorre nos horários de pico, atrapalhando o trânsito, ou em decorrência das chuvas, quando, por causa da redução da velocidade, aumenta a chance de novas colisões.

A princípio, apenas os agentes do DER-DF estão orientados a realizar o procedimento. Mas o diretor-geral acredita que o Batalhão de Trânsito da Polícia Militar deverá, em breve, determinar que os policiais também possam adotá-lo.

Últimas notícias