Para não reter trânsito, DER-DF adota novo protocolo em acidentes

Objetivo da normativa é dar fluidez ao tráfego de veículos e evitar novas colisões, especialmente em horários de pico em vias do DF

atualizado 21/10/2019 23:22

Igo Estrela/Metrópoles

Os carros envolvidos em acidentes de trânsito ocorridos em rodovias do DF poderão ser retirados das vias imediatamente por agentes do Departamento de Estradas de Rodagem do Distrito Federal (DER-DF) quando não houver vítimas. A Instrução Normativa 23 foi publicada nesta segunda-feira (21/10/2019), no Diário Oficial do Distrito Federal (DODF), e tem o objetivo de dar fluidez ao trânsito e evitar novas colisões em consequência da primeira.

De acordo com o diretor-geral do DER-DF, Fauzi Nacfur, a medida é baseada em normas nacionais de trânsito, que já orientam a retirada de veículos das vias quando não houver mortes no local ou quando não for necessária a realização de perícia.

“Verificamos que não desfazer os pequenos acidentes acabava causando outras colisões. Com a instrução, estamos regulamentando a ação dos agentes. Ao desfazer a cena, eles farão pequenos relatórios descrevendo o que houve e, com a tecnologia, poderão incluir imagens, como fotos de celulares”, explica Fauzi Nacfur.

O diretor-geral aponta ainda que a maior parte das pequenas colisões ocorre nos horários de pico, atrapalhando o trânsito, ou em decorrência das chuvas, quando, por causa da redução da velocidade, aumenta a chance de novas colisões.

A princípio, apenas os agentes do DER-DF estão orientados a realizar o procedimento. Mas o diretor-geral acredita que o Batalhão de Trânsito da Polícia Militar deverá, em breve, determinar que os policiais também possam adotá-lo.

Últimas notícias