Noélia tinha relacionamento com vizinho que a matou, diz delegada

Vendedora foi assassinada com um tiro no rosto. Suspeito identificado como Almir Evaristo Ribeiro foi preso na manhã desta quinta (24/10)

Reprodução/Redes sociaisReprodução/Redes sociais

atualizado 24/10/2019 18:01

A Polícia Civil do Distrito Federal confirmou a identidade do suspeito de matar Noélia Rodrigues de Oliveira. Segundo as apurações, o operador de máquinas Almir Evaristo Ribeiro (foto em destaque), 43 anos, é o responsável por atirar à queima-roupa e matar a mulher de 38 anos. O corpo da vendedora foi encontrado no último dia 18, no Assentamento 26 de Setembro, em Vicente Pires.

“A partir de ferramentas de inteligência, nós conseguimos vincular o autor do crime à vítima e também colocá-lo na cena e no horário da morte”, disse a delegada chefe da 38ª Delegacia de Polícia (Vicente Pires), Adriana Romana, em coletiva no Departamento de Polícia Especializada (DPE). O diretor-geral da PCDF, Robson Cândido, também participou da entrevista.

De acordo com a investigadora, vítima e criminoso se conheciam: “A gente conseguiu identificar que ela e o autor tinham um relacionamento extraconjugal e já mantinham contatos diários e frequentes há quatro meses. Ele buscou Noélia na via do Eixo Monumental, próximo ao Brasília Shopping, e depois seguiu para o assentamento. Ainda não soubemos se ela foi morta no veículo”, explicou a delegada.

Reprodução/Redes Sociais
Almir Evaristo é suspeito de ser o autor do feminicídio contra Noélia
Caminho refeito

Outra linha de apuração que reforçou o nome de Almir Evaristo como assassino da vendedora foi o fato de os investigadores terem refeito o caminho percorrido por Noélia. “A gente conseguiu refazer todo o trajeto dela. Ela vai pelo Setor Hoteleiro e para em um arbusto. Essa foi a última imagem que conseguimos dela, bem próximo à parada”.  O suspeito não teria revelado a motivação do crime nem confirmou se, de fato, mantinha relacionamento com a vítima. “Ele começou negando, e após conversar com esposa e filho, disse que iria colaborar. Mas, depois, ficou calado de novo”, frisou a delegada.

O celular e a bolsa de Noélia foram furtados após o crime. “Mas não acreditamos que ele queria subtrair aqueles objetos, mas sim ocultar provas”, completou Adriana Romana.

Um GM Cruze prata usado pelo suposto autor acabou apreendido para perícia do Instituto de Criminalística (IC). Um outro carro, o do filho de Almir, também foi levado para análise da PCDF. Ambos os automóveis estão registrados no nome da esposa do suspeito.

Assassino mandou mensagem para marido da vítima

De acordo com as diligências policiais, o suspeito, no dia seguinte ao desaparecimento de Noélia, mandou mensagem para o marido da vítima, Marcos Paulo, se solidarizando e se colocando à disposição para ajudar nas buscas. Ao analisar os extratos telefônicos da vendedora, a PCDF descobriu que Almir e Noélia se falavam há cerca de quatro meses. Algumas das ligações duravam mais de uma hora.

Após supostamente matar Noélia, Almir manteve a rotina. “Ele é funcionário de uma empresa que presta serviços em todo o DF. No dia do crime, estava trabalhando no Recanto das Emas e saiu de lá para buscar a Noélia no Brasília Shopping. Chegando em casa, não demonstrou nada de diferente, segundo a esposa do suspeito”, explicou a delegada.

André Borges/Esp. Metrópoles
Delegada Adriana Romana e o diretor-geral da PCDF, Robson Cândido, convocaram coletiva de imprensa para revelar detalhes do feminicídio de Noélia
Prisão em casa

A Polícia Civil do DF prendeu Almir Evaristo na manhã desta quinta-feira (24/10/2019). Os agentes também cumpriram mandados de busca e apreensão.

O sobrinho da vítima, Marcos Aurélio Silva de Oliveira, mostrou-se surpreso ao tomar conhecimento da identidade do assassino. “É o vizinho, realmente. Ele foi preso no dia de hoje. Agora, quanto ao motivo do crime, ainda aguardamos essa resposta”, disse.

De acordo com o rapaz, Almir Evaristo é casado e tem dois filhos. “Minha família está aliviada e imensamente surpresa. Agora, é tentar superar tudo”, assinalou.

O crime

Noélia foi encontrada morta na última sexta-feira (18/10/2019) no Assentamento 26 de Setembro, em Vicente Pires. Segundo peritos do Instituto de Criminalística (IC) que analisaram o local onde o crime ocorreu, a vendedora levou um tiro à queima-roupa no rosto.

O Metrópoles teve acesso a informações que fazem parte do laudo preliminar sobre o feminicídio. De acordo com o trabalho da perícia, o disparo feito próximo à face de Noélia indica que ela poderia estar dentro de um veículo, supostamente usado pelo autor do crime, mas não há conclusão sobre essa hipótese.

Noélia foi vista pela última vez com vida na saída de um shopping na Asa Norte, local onde trabalhava, por volta das 22h de quinta-feira (17/10/2019). Nas imagens, é possível observar a vendedora ao celular.

À polícia, o marido da vítima contou que falou com a mulher por telefone, dizendo que a buscaria no ponto de ônibus, como era rotina do casal. Dessa vez, porém, Noélia não desceu do ônibus, o que levou Marcos Paulo Mendes Santana, 42, a iniciar uma campanha de “procura-se” na internet, além de acionar a PCDF.

Segundo colegas de trabalho, Noélia disse que iria para casa de carona naquele dia. As informações não batem com o que ela disse o marido. Imagens de fora do shopping mostraram a vendedora indo rumo ao Setor Hoteleiro Norte (SHN). Dois carros teriam se aproximado da vítima. Com medo, a mulher teria tentado se esconder em uma moita. As imagens, entretanto, não são de boa qualidade.

O corpo de Noélia foi encontrado no dia seguinte ao desaparecimento. O enterro foi realizado nesse domingo (20/10/2019). Ela deixa três filhos: dois meninos, de 16 e 5 anos, e uma garota, de 9.

Noélia era a caçula de 14 irmãos. Um deles, Odemar Oliveira Guedes, 42, veio do Tocantins para o enterro. “Meus pais moram no Ceará e não puderam vir pela idade. Só Deus sabe o que estão passando. Queremos que as autoridades tomem providências. Minha irmã era muito trabalhadora”, desabafou. “Só Deus sabe o que estamos sentindo. Espero que a justiça seja feita, a de Deus e a do homem.”

Últimas notícias