*
 

Após o flagra no qual aparece usando spray de pimenta contra crianças e adultos em Samambaia, o sargento da Polícia Militar Elson Magalhães se manifestou pelas redes sociais. Em dois vídeos publicados na própria página no Facebook, nessa quarta (14/2), ele afirma não ter praticado “agressão física nem verbal” e avalia a própria reação como “legítima”. Diz ainda que “não houve excesso”.

Na gravação, Magalhães comenta o incidente enquanto imagens gravadas por câmera de segurança mostram o ocorrido. O PM pede desculpas e admite que os filhos saíram à rua para tirar satisfações com alguns vizinhos, ato que, segundo ele, não deveria ter acontecido. Mas ressalta o fato de a filha ter sido cercada por moradores.

“Fizeram uma roda em volta dela. É perigoso porque o pessoal queria bater e brigar. Meu filho a retirou, mesmo assim as provocações continuaram. Eu nem estava no momento. E já era xingado, ‘filho de polícia’, ‘policinha'”, relata.

Magalhães, conforme declarou, reivindicava apenas o direito ao sossego. O militar acrescenta ainda que os moradores envolvidos na confusão têm costume de sair após as 22h e “fazer essa baderna em frente à casa dos outros”. Ele também lamenta pelo incidente e pede desculpas.

“Não acho que houve excesso. Sou treinado para fazer o que fiz. A ação foi legítima devido ao tumulto que se instalou. Cheguei ao local já eram quase 23h, havia garotos pegando garrafas, pedras, jogando no meu carro, os ânimos estavam exaltados"
Elson Magalhães, sargento da PM

O PM afirma que não lançou o gás diretamente contra alguém, mas para o alto, e classifica a reação de parte das crianças como “teatro para dar ênfase ao vídeo”.

 

O incidente
De acordo com moradores da QR 408, meninos e meninas brincavam de queimada na rua, por volta das 23h desta terça (13), quando Elson Magalhães chegou disparando o produto. O militar estava de folga. Segundo os moradores, o PM chegou de carro ao local já fazendo uso do spray.

Indignados, eles filmaram tudo: “Olha aí. Um PM jogando spray de pimenta nas crianças”, ressalta um morador durante a gravação. A discussão continua e o militar volta a jogar o spray. O sargento relata que só disparou o produto porque se sentia ameaçado e precisava defender a família.

As crianças atingidas com o spray ficaram muito assustadas. Algumas chegaram a chorar.

Confira o vídeo da ação do PM:

Em nota, a Polícia Militar garantiu não ter registrado ocorrência referente ao episódio. De acordo com a corporação, o spray é utilizado como dispositivo de menor potencial ofensivo. Informou ainda que o caso será investigado pela Corregedoria da instituição.

O Metrópoles tentou contato com Magalhães nesta quinta (15), mas, até a publicação desta reportagem, não houve retorno.

 

 

COMENTE

samambaiaPMDFspray de pimenta
comunicar erro à redação

Leia mais: Distrito