Os bastidores da cobertura policial de um jeito que você nunca viu

Vídeo: filha de juíza, mulher ameaça PMs em blitz: “Me prende, p*”

"Tá com problema, velho? Me prende, porra, me prende, velho. Me prende, filha da puta, tu é macho ou não?", desafiou a filha da magistrada

atualizado 16/08/2022 7:33

mulher de óculos Reprodução

Com sinais de embriaguez, uma mulher se apresentou como filha de juíza para uma equipe da Polícia Militar de Minais Gerais (PMMG), no último fim de semana, e tentou obrigar os policiais a “arrumarem uma vaga” para que ela estacionasse o veículo. Um dos militares filmou a médica Paula Gonçalves Carneiro, 34 anos, bastante irritada com a negativa dos PMs e chegou a desafiá-los que a prendessem.

A confusão aconteceu em um dos bairros do município de Ubá, em Minas Gerais. As equipes patrulhavam a região quando um SUV branco parou no meio da rua, e a médica desceu do carro. “Sou filha da juíza da Vara de Infância e Juventude. Só queria um lugar para parar, sem confusão”, disse a filha da magistrada.

Em resposta, um dos soldados rebateu dizendo que era policial, e não flanelinha. “Porra, sério? Tá de sacanagem?”, retrucou a filha da magistrada. Descontrolada e aparentemente embriagada, a mulher passou a xingar os policiais. “Tá com problema, velho? Me prende, porra, me prende, velho. Me prende, filha da puta, tu é macho ou não é?”, desafiou a mulher.

Veja a mulher xingando os policiais:

“Foto para mamãe”

Uma mulher que estava na companhia da médica tentava, a todo instante, conter o avanço da filha da magistrada. No entanto, Paula Gonçalves ordenou que a amiga pegasse o celular. “Porra, até agora não arrumaram a minha vaga para parar. Me dá um carregador. Me dá meu celular. Vou tirar uma foto deles e mandar para mamãe”, ameaçou a médica.

A coluna entrou em contato com o comando do batalhão da PMMG responsável pela área de Ubá, mas, até a publicação desta reportagem, a corporação não havia respondido. O Metrópoles não conseguiu localizar a médica que aparece nas imagens desacatando os policiais militares.

Mais lidas
Últimas notícias