Os bastidores da cobertura policial de um jeito que você nunca viu

Policial civil que assassinou pai e filho no DF é encontrado morto

Marcos Antonio Santos, de 56 anos, suspeito de matar pai e filho em Taguatinga, foi encontrado morto nesta sexta-feira (13/5)

atualizado 13/05/2022 18:26

Homem careca com camisa polo azul em frente a fundo brancoReprodução

O agente de custódia aposentado da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) Marcos Antonio Santos (foto em destaque), de 56 anos, suspeito de matar pai e filho em Taguatinga, foi encontrado morto nesta sexta-feira (13/5), na entrada da Mansão Mizuno, no Setor L Norte, em Taguatinga. A polícia acredita que Marcos tenha tirado a própria vida.

Pessoas que moram na região viram, por volta de 6h desta sexta, uma motocicleta deixada em um matagal próximo. Após informarem às autoridades, policiais foram à área e localizaram o corpo do suspeito perto do veículo.

O exame de necropsia feito pelo Instituto Médico Legal (IML) ainda apontará o horário aproximado da morte.

Execução de pai e filho foi motivada por aumento de R$ 500 em aluguel

Uma das vítimas que teve a vida ceifada pelo aposentado é Warlison Rodrigues de Jesus, 31 anos. A outra, o pai dele, Edson do Carmo, 63. Ambos eram empresários e donos de uma rede de panificadora no DF. O motivo do crime seria desavenças entre os envolvidos. Uma delas, o valor do aluguel do imóvel, que pertence ao autor do crime e era alugado pelas vítimas.

0

O duplo homicídio aconteceu por volta das 17h30, dentro dos escritórios do prédio onde fica a padaria. O lugar está localizado em frente ao Condomínio Tagua Life, próximo à Universidade Católica de Brasília (UCB), na CSG 5, em Taguatinga Sul.

Após o crime, o suspeito fugiu do local em uma moto. Confira:

Os investigadores do caso ficaram no local até as 23h dessa quinta. Do lado de fora, amigos, vizinhos e curiosos se aglomeravam na tentativa de entender o que houve com Warlison e Edson. Todos disseram que as vítimas eram “boas pessoas” e “trabalhadoras”.

“Ligaram e falaram que tinham matado o Warlison e o pai. A gente ficou muito no escuro, só soubemos que foi aqui”, disse ao Metrópoles a estudante Gabriela, 20, prima da esposa do rapaz.

Quer ficar ligado em tudo o que rola no quadradinho? Siga o perfil do Metrópoles DF no Instagram

Receba notícias do Metrópoles no seu Telegram e fique por dentro de tudo! Basta acessar o canal: https://t.me/metropolesurgente.

Mais lidas
Últimas notícias