Pai e filho donos de padaria são mortos a tiros em Taguatinga

Warlison Rodrigues, 31 anos, e Edson do Carmo, 63, foram assassinados dentro de casa, próximo à Universidade Católica de Brasília (UCB)

atualizado 13/05/2022 12:17

Warlison e Edson, pai e filho mortos em Taguatinga. Eles eram empresários do ramo da panificaçãoArquivo Pessoal

A Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) investiga o homicídio de dois homens, na tarde dessa quinta-feira (12/5), em Taguatinga. Uma das vítimas foi identificada como Warlison Rodrigues de Jesus, 31 anos. A outra seria o pai dele, Edson do Carmo, 63. Ambos eram empresários e donos de uma rede de panificadora no DF.

O crime aconteceu por volta das 17h30, em frente ao Condomínio Tagua Life, próximo à Universidade Católica de Brasília (UCB), na CSG 5, em Taguatinga Sul.

0

O duplo homicídio ocorreu dentro dos escritórios do dono do prédio onde fica a padaria. Os investigadores do caso ficaram no local até as 21h45 dessa quinta. Do lado de fora, amigos, vizinhos e curiosos se aglomeravam na tentativa de entender o que houve com Warlison e Edson. Todos disseram que as vítimas eram “boas pessoas” e “trabalhadoras”.

“Ligaram e falaram que tinham matado o Warlison e o pai. A gente ficou muito no escuro, só soubemos que foi aqui”, disse ao Metrópoles a estudante Gabriela, 20 anos, prima da esposa do rapaz.

Desesperada, a mãe de Warlison aguardava autorização para entrar no local. “Ai, meu Deus, Warlisson! Meu filho! Não pode ser”, gritava ela, enquanto era amparada por amigos. A irmã do empresário, Priscila Rodrigues, afirmou que nenhuma informação foi repassada à família.

“A única notícia que a gente tem é a de que meu pai e meu irmão foram alvos de disparos por uma pessoa numa moto, por volta das 17h. Pelo que sabemos, ele não tinha nenhuma rixa”, afirmou a familiar.

Os moradores do Tagua Life estão assustados. “Desci com o cachorro e já estava todo mundo aí, gritando, mas ninguém informou nada. Disseram que mataram duas pessoas”, contou a estudante Isadora Marques, 21.

0

O namorado dela, o também estudante Ralf de Jesus, 23, afirma que a região é perigosa. “Aqui tem muito tráfico, muitos moradores de rua, o estacionamento aqui serve de motel. Já sofri tentativa de assalto aqui na porta de casa”, revelou.

Para os amigos das vítimas, a notícia veio de surpresa. Segundo o publicitário Dênis Moura, Warlison era amigo de todos e bastante trabalhador.

“Era amigo, amigo, mesmo. Era trabalhador, gente boa para caramba, não tinha guerra com ninguém. Pai de uma criança de 4 anos. Sempre me atendeu bem na padaria, amigo de dentro de casa”, lembra Ralf.

Um caminhão do Instituto Médico Legal (IML) chegou ao local do crime por volta das 21h. Pouco antes das 22h, a polícia continuava no local. Apenas um dos corpos havia passado pela perícia até então.

Quer ficar ligado em tudo o que rola no quadradinho? Siga o perfil do Metrópoles DF no Instagram

Receba notícias do Metrópoles no seu Telegram e fique por dentro de tudo! Basta acessar o canal: https://t.me/metropolesurgente.

Mais lidas
Últimas notícias