Os bastidores da cobertura policial de um jeito que você nunca viu

Personal que agrediu síndico tem histórico de brigas em condomínio

Um dos casos ocorreu em 2021, no Residencial Luna Park em Águas Claras

atualizado 19/03/2022 13:39

Acusado de dar um soco em síndico de condomínio em Águas Claras, o personal Henrique Campos aparece exibindo uma medalha, sem camisa - MetrópolesReprodução

Internado após ser agredido pelo professor de artes marciais Henrique Paulo Sampaio Campos (foto principal), 49 anos, o síndico e jornalista Wahby Khalil, 42, já havia presenciado uma agressão cometida pelo profissional de educação física no ano passado, durante uma reunião de condomínio. Na ocasião, um morador registrou boletim de ocorrência de injúria e ameaça contra o personal. A confusão ocorreu em 2021, na sala do Residencial Luna Park.

À época, o morador e o subsíndico, Wahby Khalil, relataram que foram surpreendidos por Henrique Campos, quando ele entrou na sala já alterado, sem ser convidado e autorizado. Furioso, o personal questionava itens da ata de assembleia.

O homem narrou que o atleta gritava e tinha postura agressiva. Os moradores tentaram acalmá-lo e, mesmo com as inúmeras tentativas, o homem desferiu um soco no pescoço do condômino.

O autor continuou violento, gesticulando e colocando o dedo no rosto do morador, o ameaçando com um soco. O professor de educação física também deu vários empurrões na vítima.

0

O morador ficou apreensivo, pois sabia que o morador era instrutor de boxe. Após o episódio, os moradores passaram a ter receio de frequentar as áreas comuns do condomínio. Segundo testemunhas, dias após a reunião, o agressor voltou a brigar com outros moradores.

Além dos episódios de agressão e ameaça, Henrique Campos também tem passagens por apropriação indébita e outras fraudes. Os crimes foram cometidos em outubro de 2007, quando ele pegou empresado o veículo de um homem e não devolveu. O caso foi investigado pela 2ª Delegacia de Polícia (Asa Norte).

Entenda o caso

O síndico profissional Wahby Khalil levou um soco no rosto e caiu, na manhã dessa quinta-feira (17/3), depois de discutir com um morador sobre um saco de boxe. O homem que aparece nas imagens agredindo Khalil é o professor de artes marciais.

Nas redes sociais, Henrique se apresenta como “personal boxing” e publica vídeos dando aulas de luta. Em algumas das publicações, ele aparece em uma quadra poliesportiva de Águas Claras.

Na primeira reportagem sobre o caso, o Metrópoles optou por não divulgar o nome de Henrique, pois ele não havia sido localizado. Na noite dessa quinta-feira, a reportagem conseguiu contato com Henrique Paulo por telefone, mas ele não quis se manifestar.

Wahby Khalil tentou argumentar sobre os problemas causados pelo equipamento esportivo e acabou levando um soco na cara, caindo desacordado no chão. “Minha boca está toda machucada”, frisou. Segundo o síndico, vizinhos haviam reclamado do mesmo morador por causa de outras situações violentas. “Já havia relatos da agressividade dele”, revelou Khalil.

Uma ocorrência foi registrada na 21ª Delegacia de Polícia (Taguatinga).

UTI

Internado na unidade de terapia intensiva (UTI) do Hospital Santa Lúcia, na Asa Sul, Wahby está estável, mas segue em observação. A irmã da vítima, que se identifica como Doralice, detalha que o homem se encontra com o rosto muito inchado e apresenta cortes na boca. “Estamos esperando o médico para avaliar, pois os dentes dele estão moles”, ressaltou. Ainda segundo a familiar, o paciente está com a pressão alterada, e a saturação, baixa.

Veja as imagens:

0

Quer ficar ligado em tudo o que rola no quadradinho? Siga o perfil do Metrópoles DF no Instagram.

Mais lidas
Últimas notícias