Os bastidores da cobertura policial de um jeito que você nunca viu

Nego Gel grava vídeo dando tiros para intimidar rivais: “Fogo na cara”

Traficante preso pela Polícia Civil do Distrito Federal em Planaltina dizia que estava em uma "guerra milionária" por território

atualizado 13/12/2021 9:47

Tiro com pistolaReprodução

Preso nesse domingo (12/12), um dos maiores narcotraficantes do Distrito Federal gravou vídeos mostrando armas, munição, e até mesmo efetuando tiros para o alto, usando uma pistola com seletor de rajadas, mecanismo que deixa o armamento semelhante a uma metralhadora.

Conhecido como Nego Gel, o criminoso foi localizado por policiais da Coordenação de Repressão às Drogas (Cord) e promotores do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) em uma casa no Vale do Amanhecer, em Planaltina. O imóvel tinha ampla estrutura de segurança, contava com grades reforçadas, câmeras e dois cães de guarda.

Com forte atuação na região Norte do DF e no Entorno, o criminoso dizia que estava em uma “guerra milionária” com outros traficantes por território. Para mostrar o poder de fogo, ele passou a usar as redes sociais para fazer ameaças.

Em uma publicação, ele divulga fotos de armas com a legenda: “Falo é nada para fulano que quer me atrasar”. Em outra postagem, diz: “Relaxa, que na hora certa é fogo na cara, safado”. Confira:

 

Denúncias

Em 2018, foi registrada uma denúncia anônima contra o criminoso por tráfico de drogas, porte ilegal de arma de fogo e explosivos. Ele também foi apontado como responsável por abastecer “outros traficantes de Planaltina de Goiás e do Distrito Federal”.

Informações obtidas pelos investigadores também detalhavam que Nego Gel tinha “várias armas de fogo, como pistolas e silenciadores, utilizados para se proteger de outros traficantes, pois, segundo comentários ouvidos por pessoas ligadas a ele, Nego estaria envolvido na ”guerra dos milhões” com outros traficantes da região.

Foi citada ainda a existência de relação do preso “com traficantes do Paraguai, onde também teria um imóvel”, assim como com “ladrões de caixas eletrônicos; por isso, teria explosivos enterrados dentro do seu lote”.

0

Diante dos fatos, a Cord iniciou as investigações em 2020. Contudo, os policiais afirmam que não foi possível prosseguir com os trabalhos, porque o traficante estava escondido em cidades da região do Entorno do Distrito Federal, tais como Planaltina de Goiás e Formosa, e ainda trocava de endereço e número de telefone constantemente.

Recentemente, os investigadores confirmaram que Nego Gel havia voltado a residir no Distrito Federal, no Vale do Amanhecer, em Planaltina. A mudança para o DF foi motivada por conflitos com outros traficantes de Goiás e por ele estar sendo alvo constante de abordagens e ações da Polícia Militar de Goiás (PMGO).

Investigação

Com base nas informações preliminares, equipe da Cord efetuou diversas diligências na região Norte do DF. Foi possível verificar a movimentação do traficante em duas residências. Durante uma campana, os policiais presenciaram quando ele saiu da garagem de um imóvel no Vale do Amanhecer em um Jetta.

O traficante ainda foi visto em outra casa, também no Vale do Amanhecer. O segundo imóvel era usado para esconder entorpecentes.

Durante o cumprimento do mandado de busca e apreensão, nesse domingo (12), foram localizados 37 kg de skank, 500g de cocaína, 10 kg de maconha, munição calibre .380, .38 e 9mm e um carregador de 9mm vazio. No endereço, os investigadores também prenderam um homem procurado no estado na Bahia por dois roubos.

A casa onde ocorreu a prisão do líder da quadrilha, segundo os agentes, parecia uma fortaleza. O imóvel tinha grades altas, forte esquema de segurança e dois cães da raça rottweiler.

Mais lidas
Últimas notícias