metropoles.com

Homem atacado com água fervendo teve queimadura de 2º grau no pênis

A suspeita, identificada como Maria Cristiana de Lima, 42 anos, teve a prisão em flagrante convertida em preventiva, na segunda-feira (8/5)

atualizado

Compartilhar notícia

Foto: Pobre na Cozinha/Reprodução
na foto vemos uma frigideira com agua fervendo e uma mao segurando uma lata de leite condensado
1 de 1 na foto vemos uma frigideira com agua fervendo e uma mao segurando uma lata de leite condensado - Foto: Foto: Pobre na Cozinha/Reprodução

A mulher que jogou água fervente no marido e no filho, de 3 anos, teve a prisão em flagrante convertida em preventiva, na segunda-feira (8/5). Maria Cristiana de Lima, 42 anos, despejou o líquido quente sobre o corpo do marido, de 45, enquanto ele dormia, ao lado do filho. O ataque se concentrou na região da genitália da vítima, que sofreu queimaduras de segundo grau com possibilidade de os ferimentos se agravarem para o terceiro grau.

Policiais civis da 18ª Delegacia de Polícia (Brazlândia) prenderam a mulher, em flagrante, quando ela estava no hospital acompanhando o filho, que também foi atingido nas pernas e sofreu queimaduras de segundo grau. O crime ocorreu no último domingo (7/5), em Brazlândia.

Em sua decisão, o juiz Guilherme Marra Toledo apontou que a prisão é necessária para a manutenção da ordem pública. “O fato é gravíssimo. A autuada, enquanto seu marido dormia, ou seja, em uma situação em que ele aparentemente se encontrava sem qualquer capacidade de se defender. Além do ataque à vítima, a conduta da autuada teria atingido o filho de apenas 3 anos do casal, o que incrementa a gravidade concreta da conduta, que será apurada nestes autos.”

O caso

Um policial militar, que atendeu à ocorrência, explicou que foi acionado para ir até o Hospital Regional de Brazlândia porque duas pessoas com queimaduras deram entrada no pronto-socorro e havia suspeita de que elas poderiam ser vítimas de crimes.

Quando chegou ao local, o PM conversou com a autora. Ela informou que estava em casa, esquentando água para o café, quando o marido chegou embriagado e com o filho deles no colo. A mulher afirma que o companheiro tentou agredi-la e, para se defender, acabou jogando a água quente no agressor.

A suspeita afirmou que o filho foi atingido “sem querer” e “que não teve intenção” de lesionar a criança. Já o homem, ao ser questionado, alegou que estava dormindo quando foi acordado com a água quente caindo sobre ele.

Compartilhar notícia

Quais assuntos você deseja receber?

sino

Parece que seu browser não está permitindo notificações. Siga os passos a baixo para habilitá-las:

1.

sino

Mais opções no Google Chrome

2.

sino

Configurações

3.

Configurações do site

4.

sino

Notificações

5.

sino

Os sites podem pedir para enviar notificações

metropoles.comNotícias Gerais

Você quer ficar por dentro das notícias mais importantes e receber notificações em tempo real?

Notificações