metropoles.com

“Golpista da gravata borboleta” simulava Pix e levava sapatos de luxo

Ygor Henrique Vasconcelos Oliveira, 23 anos, ganha a confiança das vendedoras e simula um Pix. Após sair da loja, ele cancela o agendamento

atualizado

Compartilhar notícia

Reprodução
casal de roupa de gala
1 de 1 casal de roupa de gala - Foto: Reprodução

A Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) investiga o rastro de prejuízos deixado por um estelionatário que tem predileção por sapatos caros. Bem vestido, trajando roupas sociais com suspensório e uma gravata borboleta, o golpista costuma escolher os calçados mais sofisticados, de lojas de grife, em alguns dos mais movimentados shoppings da capital federal.

Com lábia afiada e esbanjando simpatia, Ygor Henrique Vasconcelos Oliveira, 23 anos, costuma ganhar a confiança das vendedoras e experimenta os sapatos de maior valor no estabelecimento. Em seguida, após a escolha do item, o golpista pergunta se a loja aceita Pix como forma de pagamento. Logo em seguida, faz o agendamento e mostra o celular para o lojista. Quando vai embora, o suspeito cancela o agendamento e deixa o comerciante no prejuízo.

Quando os vendedores percebem o golpe, já é tarde. O estelionatário sai do shopping o mais rápido possível. Para dificultar sua localização, Ygor muda de endereço com bastante frequência. Nas redes sociais, troca o nome dos perfis, para evitar ser encontrado. Em abril deste ano, o “Golpista da gravata borboleta” aplicou outro, dessa vez em uma loja no Boulevard Shopping, na Asa Norte.

Veja imagens do golpista da grava borboleta:

0

Golpes na Asa Norte

De acordo com o proprietário de uma das lojas que ficou no prejuízo após a visita do homem, “ele entrou sorrindo, cheio de papo e escolheu os sapatos mais caros da loja”. “Após experimentar, decidiu por um par de R$ 464. Disse que faria o Pix e deu a tela do celular para a vendedora fotografar”, explicou o dono.

Quando viu a imagem, o empresário logo percebeu que se tratava de um golpe e pediu para que a vendedora corresse tentando abordar o suposto cliente. “Quando vi que ele tinha agendado o Pix sabia que era golpe. Mas quando o procuramos, ele já havia deixado o shopping rapidamente”, disse.

O empresário registrou boletim de ocorrência de estelionato na 2ª Delegacia de Polícia (Asa Norte) e descobriu que o havia pelo menos outras cinco apurações relacionadas a golpes aplicados pelo mesmo homem.

Veja momento em que o golpista simula comprar o sapato:

A coluna tentou entrar em contato com Ygor por meio das redes sociais, mas ele não respondeu as solicitações. O espaço permanece aberto para possíveis manifestações.

Compartilhar notícia

Quais assuntos você deseja receber?

sino

Parece que seu browser não está permitindo notificações. Siga os passos a baixo para habilitá-las:

1.

sino

Mais opções no Google Chrome

2.

sino

Configurações

3.

Configurações do site

4.

sino

Notificações

5.

sino

Os sites podem pedir para enviar notificações

metropoles.comNotícias Gerais

Você quer ficar por dentro das notícias mais importantes e receber notificações em tempo real?

Notificações