Os bastidores da cobertura policial de um jeito que você nunca viu

Farmacêutico é preso após lamber nádegas de jovem antes de aplicar injeção

Vítima havia ido a farmácia para tomar anticoncepcional injetável. Colega de trabalho do assediador já havia feito reclamações contra ele

atualizado 09/03/2023 11:23

Ilustração/Agência Brasil

Um farmacêutico de 33 anos foi preso pela 38ª Delegacia de Polícia (Vicente Pires) após lamber as nádegas de uma jovem, de 21, em uma farmácia em Vicente Pires.

A vítima, que tinha costume de ir ao estabelecimento para receber injeção anticoncepcional, relatou que ainda não conhecia o funcionário, autor do crime e responsável pela aplicação do medicamento.

Após entrar na sala de injetáveis, o assediador fechou a porta. A jovem abaixou um pouco a calça, e o suspeito pediu que ela se virasse para a parede. O autor se agachou, inseriu a seringa no glúteo da vítima e, sem injetar o medicamento, passou a língua na nádega da jovem e retirou a seringa.

A vítima relatou que passou a mão e sentiu a pela “úmida de saliva” . Constrangida, olhou para o farmacêutico, que perguntou se “o medicamento estava saindo”. Em seguida, a jovem deixou rapidamente da loja.

“A vítima relatou os fatos para a mãe, que foi à farmácia conversar com o gerente, tendo o autor [do crime] entrado na conversa e, em defesa própria, alegado que a vítima, na hora da aplicação, teria abaixado as calças até os joelhos, como se fosse conivente com o abuso sofrido”, detalhou o delegado-chefe da 38ª DP, Ataliba Neto.

Durante as investigações, a polícia descobriu que uma colaboradora da loja havia feito reclamações sobre o comportamento inadequado do suspeito. A testemunha relatou que o funcionário tinha o costume de a chamar de “gostosa” e de a olhar de maneira invasiva , o que a deixava constrangida.

O assediador foi preso e autuado em flagrante por importunação sexual. Ele foi levado à carceragem da polícia e, caso condenado, poderá receber pena de um a cinco anos de prisão.

Mais lidas
Últimas notícias