Os bastidores da cobertura policial de um jeito que você nunca viu

Corretoras de imóveis, mãe e filha dão golpe de R$ 400 mil em clientes

Elas encaminhavam comprovantes falsificados às vítimas e solicitavam reembolso das quantias que, na realidade, nunca foram pagas

atualizado 24/03/2022 15:00

PCDFPCDF/Divulgação

A Polícia Civil do Distrito Federal deflagrou a Operação Bad Broker para reprimir a ação de corretoras de imóveis de Goiânia (GO). Mãe e filha são acusadas de praticar fraudes no Distrito Federal, causando prejuízo de R$ 400 mil às vítimas. A ação teve apoio da Polícia Civil de Goiás.

As criminosas foram contratadas por uma empresa, sediada em Brasília, para prestar serviços em Goiânia. Valendo-se da distância entre as duas capitais e de recursos tecnológicos, a dupla simulava pagamentos de boletos, taxas e tributos supostamente relacionados aos serviços que deveriam ser prestados.

Elas encaminhavam comprovantes falsificados às vítimas e solicitavam reembolso das quantias que, na realidade, nunca foram pagas.

Segundo a polícia, para conferir mais legitimidade à trama, as autoras também falsificaram diversos documentos públicos e privados, entre eles certidões de cartórios de Goiás.

Os policiais cumpriram mandados de busca e apreensão na casa das envolvidas, em Goiânia (GO). A Justiça também determinou bloqueio de valores nas contas bancárias da dupla.

As autoras responderão por fraude eletrônica, falsificação de documento particular, falsificação de documento público. Se for identificada a participação de outras pessoas e constatada a ocultação dos valores obtidos com o crime, também poderão responder por organização criminosa e lavagem de dinheiro, podendo ser condenadas a 37 anos de prisão.

Quer ficar ligado em tudo o que rola no quadradinho? Siga o perfil do Metrópoles DF no Instagram.

Mais lidas
Últimas notícias