Motoristas de app do DF farão carreata em homenagem a colega assassinado

O corpo de Geraldo Iris Gontijo, 50 anos, estava no porta-malas do próprio carro

atualizado 12/01/2021 20:04

Geraldo Iris GontijoReprodução/Facebook

Motoristas de aplicativo estão preparando uma carreata para esta quarta-feira (13/1), em homenagem ao colega de trabalho Geraldo Iris Gontijo, 50 anos. O motorista foi encontrado morto no porta-malas do próprio carro na manhã desta terça-feira (12/1). Segundo a família, Geraldo atuava pela empresa 99 Pop.

Os motoristas pretendem se concentrar no estacionamento do Estádio Walmir Campelo Bezerra, o Bezerrão, às 13h e se dirigir ao cemitério do Gama, onde será o sepultamento de Geraldo. Então, partirão, ainda em carreata, até o cemitério Campo da Esperança.

Veja a íntegra da convocação que circula em grupos de motoristas: 

“Concentração as 13h00 no estacionamento do Bezerrão, de lá saíremos em carreata sentido ao cemitério do Gama, onde será o sepultamento do nosso amigo motorista, lá ficaremos 01h00 – 01h30 em concentração. De la saíremos em carreata até o campo da esperança.

Levem nugget, escrevam luto nos carros, peçam paz, levem TNT preto.

Saída estacionamento Estádio Bezerrão.
Pegando o Setor Leste saindo no semáforo perto da polícia, seguir pela avenida dos Pioneiros até o balão do cemitério

Contamos com a presença de todos🤝🏻”

0

O caso

Segundo a Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF), uma equipe da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) foi acionada para atender uma ocorrência de “localização de cadáver” no Hospital Regional de Santa Maria (HRSM), por volta de 8h50. No local, dois homens disseram aos militares que, horas antes, encontraram uma vítima de arma de fogo, que não se tratava de Geraldo, dentro de um carro, em um setor de chácaras de Valparaíso (GO). A vítima, um homem de 31 anos, estava no banco traseiro do Volkswagen Up, ainda com vida.

Segundo as testemunhas, após encontrarem a pessoa baleada, ambas a levaram ao hospital. Contudo, ao chegarem no HRSM, eles descobriram que havia outro homem dentro do veículo e acionaram a PMDF. Geraldo estava no porta-malas, mas já sem vida.

Ainda conforme o boletim de ocorrência da PCDF, diante do ocorrido, a polícia militar conduziu as testemunhas até o Centro Integrado de Operações de Segurança (CIOPS) de Valparaíso, onde supostamente o crime teria ocorrido. De lá, o caso foi transferido para 33ª Delegacia de Polícia (Santa Maria).

Últimas notícias