Morre, aos 4 anos, Eddy, o pastor belga da Polícia Militar do DF

O cachorro era membro do Batalhão de Policiamento com Cães. Eddy morreu dia 18 de novembro devido a complicações de uma torção gástrica

atualizado 29/11/2022 18:40

Reprodução/Instagram

A Polícia Militar do DF (PMDF) anunciou, por meio das redes sociais, a morte do pastor belga Eddy, aos 4 anos. O cachorro era membro do Batalhão de Policiamento com Cães (BPCães). Ele morreu dia 18 de novembro devido a complicações de uma torção gástrica.

De acordo com a corporação, durante o período que atuou no batalhão, Eddy localizou mais de 300kg de entorpecentes. “Eddy estava com 4 anos, no auge da sua vida profissional, e sendo destaque na unidade devido à alta produtividade, sendo líder nas apreensões nos últimos 2 anos”, informou a PMDF.

Ele chegou ainda filhote no BPCães. Com menos de um ano de vida, em 2018, começou a ser treinado como recruta da K9 veterana Charlotte.

Veja a homenagem: 

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por BPCÃES PMDF – OFICIAL (@bpcaespmdf.oficial)

Para o condutor, CB Salviano, o cão era como um filho. “Muito do que sou como profissional hoje aprendi nos treinamentos para torná-lo um policial’, relatou o PM.

“Os nossos companheiros na batalha contra o crime não são apenas meras ferramentas de trabalho, são verdadeiros irmãos de quatro patas e por isso são pra sempre lembrados”, homenageou a PMDF.

Nos comentários da postagem, os usuários lamentaram a morte precoce do cão. “Descanse em paz. Fez um ótimo trabalho. Chegou a hora do seu descanso, assim como nós chegaremos um dia também”, disse um homem.

“Não torna só irmão, mas torna um filho, um amigo inseparável. Acompanhei seu trabalho quando morei em Brasília”, comentou outro internauta.

 

Mais lidas
Últimas notícias