*
 

A Agência de Desenvolvimento do Distrito Federal (Terracap) lançou edital com os valores de cada um dos 1.253 lotes do Solar de Brasília, condomínio que corresponde à Etapa 4 do Setor Habitacional Jardim Botânico. Os moradores deverão comparecer à sede da empresa pública para regularizar o imóvel por meio do programa de venda direta.

As propostas de compra precisam ser entregues até 28 de maio, das 7 às 19 horas, na Divisão de Atendimento da companhia, no Bloco F do Setor de Áreas Municipais (SAM).

É preciso levar:

  • Identidade e CPF
  • Documentos que comprovem a aquisição do imóvel com data anterior a 22 de dezembro de 2016
  • Comprovante de residência
  • Certidão de regularidade na Justiça Eleitoral
  • Certidão negativa de débito de Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU)

Desde a decisão da Vara do Meio Ambiente do Tribunal de Justiça do DF e dos Territórios, em agosto de 2017, moradores que tiverem outros imóveis em Brasília também poderão participar do processo.

Apenas os lotes residenciais unifamiliares ocupados entram nessa fase da venda direta. Imóveis comerciais ou vazios serão tratados posteriormente.

Do total do valor de mercado do lote, estão sendo deduzidos os investimentos em infraestrutura feitos pelos moradores e a valorização decorrente dessas benfeitorias. O preço médio de um lote de 800 metros quadrados no condomínio é de R$ 188 mil, já com as deduções.

Quem pagar à vista terá um desconto de 25%. Para aqueles que optarem por dar uma entrada, a Terracap criou o desconto escalonado, ou seja, proporcional, iniciando com 5%.

Há também a possibilidade de quitar o imóvel, com desconto, em até um ano. Outra vantagem do programa de venda direta é a eliminação da obrigatoriedade do pagamento de um valor de entrada para a compra, sem caracterizar renúncia de receita por parte do ente público.

Será possível financiar em até 240 meses diretamente com a Terracap. Para isso, o somatório da idade e do prazo de financiamento não pode ultrapassar 90 anos.