“Mesmo no ano de pandemia, o DF não parou”, diz Ibaneis Rocha

Durante visita à Feira Central de Ceilândia, o governador anunciou entrega de UPA e início de obras, como na Avenida Hélio Prates

atualizado 09/10/2020 14:15

O governador Ibaneis Rocha visita a Feira Central de CeilândiaIgo Estrela/Metrópoles

O governador Ibaneis Rocha (MDB) visitou, na tarde desta sexta-feira (9/10), a Feira Central de Ceilândia, onde serão investidos R$ 22 milhões na reestruturação do espaço, incluindo a praça de alimentação.

“Não é nem revitalização. Será um novo centro de comercialização em Ceilândia. Será um grande centro comercial”, adiantou o chefe do Palácio do Buriti. Segundo o governador, o GDF busca atender às vontades das comunidades. “Quem está em primeiro lugar é o povo”, pontuou.

0

 

A feira será ampliada, de 5 mil metros quadrados para 12 mil metros quadrados, e ganhará um andar. O espaço contará com placas fotovoltaicas, reúso de água e câmeras de segurança com identificação visual. A verba partirá de emendas parlamentares e da Novacap. As obras de revitalização da Feira de Ceilândia deverão começar após as chuvas.

No caso da Feira de Ceilândia, mesmo com a reforma, o GDF não planeja retirar os ambulantes da região de imediato.

A partir do próximo, o governo pretende revitalizar todas as feiras do DF

Melhorias

Durante a visita a Ceilândia, Ibaneis Rocha também anunciou melhorias para o Distrito Federal. Entre elas a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) nível três, que será entregue ainda neste ano. No começo de 2021, também está prevista a conclusão do novo Hospital Materno Infantil e o início das obras de revitalização da Avenida Hélio Prates, que começarão por Ceilândia.

“Brasília tem origens nordestinas, que são preservadas pela comunidade. Nós temos coragem de trabalhar. Mesmo no ano de pandemia, o DF não parou”, disse Ibaneis.

Na agenda do governador, a Secretaria de Justiça e Cidadania distribuiu 3 mil máscaras para a população. A intenção do governo é reforçar a distribuição do item de proteção durante a pandemia do novo coronavírus.

“O uso ainda é obrigatório. E nós sabemos a importância do uso da máscara para evitar o contágio”, reforçou a secretária de Justiça e Cidadania, Marcela Passamani.

Segundo o administrador regional de Ceilândia, Marcelo Piauí, a cidade recebe investimento na segurança e na saúde, como a parceria com o Banco de Brasília (BRB) para a instalação de cestas de lixo na região.

Com a Secretaria de Esportes, as 80 quadras esportivas da área serão reformadas e há o projeto de construção de complexo esportivo com a ajuda do governo federal.

 

 

Últimas notícias