Menino que perdeu o pai para Covid é imunizado no DF: “Por nós dois”

Davi, 11 anos, foi ao posto usando camisa com a foto do pai. O homem, de 41, era técnico em radiologia e morreu em 2021 vítima da Covid

atualizado 18/01/2022 7:31

Reprodução/Redes Socias

Uma criança de 11 anos do Distrito Federal comoveu as redes sociais no último domingo (16/1), ao receber a primeira dose da vacina contra a Covid-19 usando uma camiseta com a foto do pai. “Pai, estou tomando a vacina por nós dois. Muita saudade! Eu te amo!”, dizia a frase estampada.

O menino, identificado como Davi, é filho de Flávio Godoi. O homem morreu vítima da Covid, em 2021, aos 41 anos. Ele era técnico em radiologia e, segundo os familiares, morreu sem a chance de se imunizar.

A foto da criança circulou na internet nos últimos dias. Ao lado da mãe, Davi recebeu a D1 da Pfizer-BioNTech no DF e prestou homenagem ao pai. O menino foi uma das primeiras crianças vacinadas contra o coronavírus na capital.

Veja a foto de Davi que circula nas redes:

A aplicação de vacina contra Covid-19 para quem tem entre 5 e 11 anos, no DF, começou no domingo e segue para quem tem deficiência permanente ou comorbidades. No primeiro dia, 3.646 crianças receberam o imunizante.

Nesta terça-feira (18/1), ainda há vacinas disponíveis nos postos para o público infantil.

Vacinação de crianças

Os postos da vacinação infantil contam, cada um, com um responsável técnico e três aplicadores, dos quais um é para crianças com deficiência permanente, um para crianças com comorbidades e o terceiro para as crianças de 11 anos sem comorbidades. Nesses locais, quatro pessoas controlam o fluxo do público e três profissionais ficam encarregados pela triagem, com verificação dos documentos, avaliação e adequação aos critérios, além de informar os responsáveis sobre a vacinação.

A vacina é da Pfizer-BioNTech, cujo frasco é na cor laranja, voltada para o público infantil. A dose de 0,2ml é aplicada em seringas de 1ml, também específicas para a vacinação infantil, conforme orientação do Ministério da Saúde.

Crianças que tenham tomado outras vacinas recentemente devem esperar o intervalo de 15 dias para receber o imunizante contra a Covid-19. A segunda dose deverá ser aplicada oito semanas após a primeira. Se uma criança de 11 anos completar 12 anos durante esse intervalo, irá completar seu ciclo vacinal com o imunizante para o público infantil, e não com o uso da versão destinada para quem tem acima de 12 anos.

Veja imagens do início da imunização de crianças no DF:

0

Mais lidas
Últimas notícias