*
 

Moradores do Vale do Amanhecer, em Planaltina, estão passando por um sufoco. Eles dizem que estão sem água desde a última segunda-feira (9/10). Para piorar, a comunidade encontrou duas encanações de captação irregular na nascente que abastece a região.

O auxiliar administrativo Reginaldo Fonseca da Silva, 49 anos, disse que recebeu diversas reclamações de vizinhos, que não têm água para fazer comida nem tomar banho. “Na terça [10], pela manhã, fui ao local e encontrei a nascente seca. Trabalho na Administração de Planaltina e fui falar com a Caesb [Companhia de Saneamento Ambiental do DF] e me disseram que estavam tentando resolver. Nesta quarta [11], fui de novo e tinha um pouco de água. Procurei a empresa outra vez e não me falaram nada de concreto”, ressaltou.

Conforme o morador, alguns vizinhos caminharam nas proximidades da nascente e encontraram duas ligações clandestinas. “Não sabemos desde quando esses canos estão lá, mas eles puxam muita água e a comunidade está sendo prejudicada. Pedi dois caminhões-pipa para ajudar, mas demora cinco dias para a companhia liberar”, lamentou.

Para a estudante Elke da Silva Pimentel, 38, a situação é “absurda”. “Resido com meus pais e tenho dois irmãos que moram separados. Estamos nos revezando nas casas para cozinhar e tomar banho”, ressaltou. Elke afirmou que a família tem uma caixa d’água, mas que essa não é uma realidade de todos na região.

 

A Agência Reguladora de Águas, Energia e Saneamento Básico do Distrito Federal (Adasa) informou que faz o monitoramento das vazões de córregos, rios e nascentes. Mas que, no período de estiagem, é esperada a redução do volume de água nesses pontos. Disse ainda que precisa de mais detalhes da localidade para averiguar se a captação no Vale do Amanhecer tem ou não outorga.

Os moradores podem fazer denúncias de captações irregulares junto à ouvidoria da Adasa, pelo telefone 3961-4900, pelo site da agência (www.adasa.df.gov.br) ou pessoalmente, na sede que fica na antiga Rodoferroviária, ao lado do Shopping Popular.

Racionamento:
A situação se agrava pela interrupção do abastecimento decretada pela Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal (Caesb) nesta quarta-feira (11/10) e que atinge a região.

Mas a Companhia de Saneamento Ambiental do DF (Caesb) garante que não há interrupção de 48 horas no Vale do Amanhecer. Informa que podem ocorrer cortes momentâneos no fornecimento devido ao alto volume de retirada da bacia hidrográfica local.

De acordo com a Caesb, é fundamental que cada morador tenha um reservatório de volume mínimo correspondente ao consumo médio diário, conforme o artigo 50 da Resolução da Adasa nº 14, de 27 de outubro de 2011 – que estabelece as condições da prestação e utilização dos serviços públicos de abastecimento de água e de esgotamento sanitário no Distrito Federal.

Confira as regiões que estão sem água nesta quarta (11):

Planaltina: Setor Residencial Norte, Setor de Oficinas e Indústrias, Bairro Nossa Senhora de Fátima, Vila Buritis II e Jardim Roriz.

Fechamento: 10h (11/10) – Previsão de normalização: 10h de quinta (12/10).

Sobradinho: Quadras 1, 2 (conjuntos A3, A5, A7, A10, A12, B6, B8, B10, B12), Setor de Indústrias de Sobradinho e Vila Dnocs (Quadras 1 a 6).

Fechamento: 9h (11/10) – Previsão de abertura: 12/10 – 09h, com normalização total em 13/10 – 09h.

Vale do Amanhecer: podem ocorrer interrupções momentâneas no fornecimento de água na localidade, tendo em vista o alto volume de retirada de água da bacia hidrográfica que abastece a região.

 

 

COMENTE

secaCaesbVale do Amanhecer
comunicar erro à redação