Manifestantes protestam contra empresário que adotou Grandão

Cachorro perdeu 30 quilos em três meses e acabou morrendo no dia 28 de novembro, após ser devolvido à ONG

Imagem cedida ao MetrópolesImagem cedida ao Metrópoles

atualizado 02/12/2019 22:30

Protetores de animais se reuniram na noite desta segunda-feira (02/12/2019) em frente aos quiosques da área externa do UniCeub para protestar contra os maus-tratos sofridos pelo cachorro Grandão, que acabou não resistindo e morrendo na última quinta-feira (28/11/2019).

O grupo se concentrou em frente à lanchonete do empresário que adotou Grandão durante um evento no Eixão, em julho. Com faixas, velas e fotos, os manifestantes fizeram uma vigília e pediram justiça pelo sofrimento causado ao animal.

 

A Organização Não Governamental (ONG) Toca Segura precisou recorrer à Justiça para recuperar o cachorro, vítima de maus-tratos pela pessoa que o adotou. Grandão foi entregue ao adotante pesando 49kg, mas perdeu 30kg nos três meses em que esteve sob a guarda do novo tutor.

O processo de seleção para a entrega de um animal para um novo lar é bastante rigoroso e envolve uma série de exigências e acompanhamento pós-adoção, com as quais a nova família do animal se compromete a cumprir. As suspeitas começaram quando o empresário se recusou a receber os representantes da Toca Segura.

Versão na Justiça

Segundo a coordenadora de relações públicas da ONG, Danielle Mansur, durante todo o processo, os protetores se dispuseram a receber o animal de volta para que pudessem tratá-lo, o que só ocorreu após sentença judicial.

Resgatado em Sobradinho, o cão foi castrado, vacinado e vermifugado antes de ser entregue, durante uma feira de adoção no Eixão, à pessoa que o maltratou.

Em uma rede social, logo após a repercussão do caso, o adotante alegou não ter maltratado o animal e disse que sua versão será provada na Justiça.

A Toca Segura cuida de centenas de outros animais, os quais são tratados e castrados antes de serem entregues às novas famílias. Quem quiser ajudar com as despesas do atendimento de Grandão e outros cães e gatos podem depositar qualquer valor nas contas da ONG, conforme descrito abaixo: