Manifestantes fazem ato em defesa do SUS e contra o racismo em Brasília

Em cortejo fúnebre, protesto pediu proteção ao “maior sistema de saúde pública do mundo”

atualizado 27/11/2020 22:33

Gabriela Trajano/PT-DF

Manifestantes se reuniram nesta sexta-feira (27/11) na Rodoviária do Plano Piloto em protesto pela defesa do Sistema Único de Saúde (SUS) e contra o racismo. A mobilização começou na Praça Zumbi dos Palmares, no Conic, e seguiu até a Rodoviária do Plano Piloto.

Representando um cortejo fúnebre, o ato enfatizou a importância da saúde pública no contexto da pandemia de Covid-19. “E é por isso que estamos nas ruas, chamando a atenção para a tentativa de desmantelamento do maior sistema de saúde pública do mundo”, afirmou o médico Carlos Saraiva.

Os manifestantes pediram também “Justiça para João Alberto”, espancado até a morte em uma unidade do Carrefour no Rio Grande do Sul.

Os ativistas divulgam dados do Atlas da Violência, de agosto de 2020, segundo os quais o assassinato de negros cresceu mais de 11% nos últimos 10 anos, sendo que 80% das mortes são identificadas por motivos racistas. Os outros 20% são oriundos de desigualdade socioeconômica.

Veja fotos da manifestação:

0

Últimas notícias