Lockdown: shoppings do DF avaliam funcionamento das 8h às 20h

Após o governador Ibaneis Rocha (MDB) decretar lockdown das 20h às 5h devido à pandemia, a federação sugere a antecipação do horário

atualizado 25/02/2021 23:30

Rafaela Felicciano/Metrópoles

O anúncio do governador Ibaneis Rocha de decretar lockdown no Distrito Federal a partir de segunda-feira (1°/3), devido à pandemia de Covid-19, vai alterar o horário de funcionamento de shoppings, comércios, bares e restaurantes. Na noite desta quinta-feira (25/02), o chefe do Executivo local anunciou que tudo será fechado na capital, “exceto serviços essenciais, das 20h às 5h”.

Diante da notícia, a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Distrito Federal (Fecomércio-DF) sugeriu aos shoppings do DF que tentem compensar as duas horas de atendimento durante a noite, abrindo as portas mais cedo. Se a medida for aceita pelos estabelecimentos, os horários mudam do atual horário, de 10h às 22h, para o funcionamento de 8h às 20h.

“A gente esperava que isso ia acontecer. A falta de consciência das pessoas é que está causando isso. Os shoppings vão analisar essa mudança nesta sexta-feira ou durante o fim de semana, pois o lockdown só começa na segunda (1º/3)”, disse o presidente em exercício da Fecomércio-DF, Edson de Castro.

Para ele, os bares e restaurantes serão os mais prejudicados. “Eles não têm como mudar o horário, compensar. O que o governo quer é manter as pessoas em casa durante a noite, sem aglomeração. O coronavírus só vem crescendo. Os hospitais estão com a capacidade comprometida. Infelizmente, não tem como falar contra”, completou.

Castro pede mais incentivos de bancos para que os empresários possam se manter neste novo momento de lockdown.

Bares

O presidente do Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares de Brasília (Sindhobar-DF), Jael Antônio da Silva, afirmou que a situação do setor “será desesperadora”. Segundo o dirigente, o fechamento, a partir das 20h, vai “matar o setor”.

Últimas notícias