Homem que matou companheira grávida a facadas no DF é condenado

Josias Sacramento dos Santos recebeu pena de 39 anos de reclusão em regime inicial fechado

atualizado 01/02/2020 9:58

Facebook/Reprodução

Acusado de assassinar a companheira, Josias Sacramento dos Santos foi condenado, nesta sexta-feira (31/01/2020), a 39 anos de reclusão, em regime inicial fechado, pelo Tribunal do Júri de Santa Maria. Na época do crime, a vítima, Simone Sousa Lima, estava grávida.

Simone foi morta a facadas por Josias em setembro de 2018. O crime ocorreu em Santa Maria, por volta das 6h, na QR 517 da cidade. A família encontrou a vítima já sem sinais vitais na residência em que o assassino morava.

Na ocasião, ela estava grávida de dois meses. O casal tem uma filha de 4 anos. O condenado chegou a fugir após o crime, mas acabou preso na Bahia um mês depois. Ele é natural de Candeiras, na Região Metropolitana de Salvador. Foi para o município que ele fugiu depois de matá-la.

Aos policiais, o criminoso afirmou que teria matado a companheira “por ciúmes”. Josias tinha três denúncias de lesão corporal, injúria e ameaça de morte registradas por Simone e uma irmã dela. O feminicida também tem passagens por porte ilegal de armas, no ano passado, e receptação de veículo roubado, em 2016.

Em 2017, Simone registrou queixa de violência doméstica contra Josias. Na ocasião, o homem também havia agredido a cunhada. A ex-esposa tinha medida protetiva concedida pelo Juizado de Santa Maria.

Últimas notícias