Coronavírus: TJDFT suspende benefícios de adolescentes infratores

GDF já havia anunciado, também, a interrupção das visitas nas unidades de internação

atualizado 19/03/2020 19:44

Após as visitas nas unidades de internação para menores infratores serem suspensas, a Justiça do Distrito Federal anunciou, também, a interrupção de todos os “benefícios extramuros” concedidos aos adolescentes, como saídas especiais, de teste ou temáticas.

A determinação da Vara de Execução de Medidas Socioeducativas do Distrito Federal (Vemse) vale por 15 dias e vem para frear o risco de contágio do novo coronavírus.

Outra determinação da Justiça foi a suspensão, até 30 de abril, dos atendimentos presenciais, individuais ou em grupos, aos adolescentes em cumprimento de medidas socioeducativas em meio aberto nas Gerências e Atendimento em Meio Aberto (Geamas).

Apenas os adolescentes que cumprem medidas socioeducativas em semiliberdade poderão continuar em suas casas.  Agora, os atendimentos prestados aos jovens será realizado remotamente, por telefone e mensagem de texto.

Últimas notícias