Jovens que mataram saruês com golpes de enxada são identificados pela PCDF

Três moradores de São Sebastião foram reconhecidos pelos investigadores: um homem e outros dois adolescentes

atualizado 20/01/2021 18:16

saruês mau-tratados em São SebastiãoImagem cedida ao Metrópoles

Os moradores de São Sebastião filmados atacando saruês no bairro Monte Azul foram identificados pela Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF). Um homem de 22 anos e outros dois adolescentes, de 16 e 17, prestaram esclarecimentos na 30ª DP e Delegacia da Criança e Adolescente (DCA), respectivamente.

Conforme explica o delegado Ulysses Cruz, responsável pela investigação, uma vez que o crime ocorreu no último sábado (16/1), não seria possível prender ou apreender os responsáveis. “Eles não se encontravam mais em situação flagrancial. O maior de idade será indiciado pelo crime de maus-tratos e os menores responderão após conclusão da investigação pela DCA”, diz.

0

O episódio foi denunciado pela vice-presidente da Comissão de Direito dos Animais da Ordem dos Advogados do Brasil da seccional DF (OAB/DF) em Taguatinga, Ana Paula de Vasconcelos.

Os próprios autores dos maus-tratos gravaram o momento. Nas imagens obtidas pelo Metrópoles, feitas por um dos participantes, os animais aparecem dentro de uma pia, onde são atacados com golpes de enxada.

Após o primeiro golpe, filhotes do marsupial saem do local em que se escondiam, indicando se tratar de um ninho da espécie. Em meio a risadas, um dos jovens estimula o colega a também usar a ferramenta. “Mata ele, mata!”, diz, e então ocorre a primeira investida. Segundo testemunhas, todos os animais foram assassinados.

 

 

“Importante observar que as punições para os envolvidos será tanto na esfera criminal como na esfera administrativa com aplicação de multa”, ressalta Vasconcelos. “Não podemos normalizar a crueldade contra esses seres vulneráveis, quem maltrata um animal com esse requinte de sadismo, é capaz de atitudes muito piores”, conclui.

Últimas notícias