Ibaneis sobre Dia D de vacinação: “Esperamos aplicar 200 mil doses”

Dia D de vacinação contra Covid-19 no DF acontecerá no próximo sábado (20/11)

atualizado 17/11/2021 11:31

Ibaneis entrega brinquedos no Dia das CriançasArthur Menescal/Especial Metrópoles

O governador Ibaneis Rocha (MDB) disse, na manhã desta quarta-feira (17/11), que o Governo do Distrito Federal (GDF) ainda não tem data para iniciar a aplicação da dose de reforço contra a Covid-19 no público com mais de 18 anos. “O Ministério da Saúde não fez programação de entrega de doses. Para o Dia D, nos preparamos para quem está precisando da D2, ou aqueles que ainda, por algum motivo, não se vacinaram com a D1”, disse.

“Esperamos aplicar em torno de 200 mil doses no sábado (20/11), para que a gente reduza esse abismo que ainda existe e para poder avançar nas liberações que estão sendo feitas para proteger a população que é o mais importante. Aguardamos novas remessas do Ministério da Saúde para que a gente possa reduzir as idades e garantir mais segurança e imunização para a população do Distrito Federal”, garantiu.

Saiba como a vacina age no nosso organismo:

0

A declaração aconteceu durante inauguração da Rota de Segurança no Setor de Inflamáveis.

Saiba como será o Dia D de vacinação contra a Covid-19 no DF

Questionado sobre novas medidas de flexibilização em relação à pandemia do novo coronavírus, o chefe do Palácio do Buriti pontuou que vai passar a estudar mudanças após o Dia D de vacinação. “Temos que ter segurança para fazer a flexibilização. Por enquanto, tudo o que nós fizemos, somente foi feito com toda segurança e a gente percebe que não tem tido nenhum tipo de aumento no número de casos. Temos dado passos com muita segurança para garantir a saúde da população”, acrescentou.

Rota de Segurança

O governador inaugurou, na manhã desta quarta, a Rota de Segurança, que liga o Setor de Inflamáveis (localizado no Setor de Indústria e Abastecimento) à marginal da Estrada Parque Taguatinga Guará (EPTG). Com 3,7 km de extensão, a via tem duas faixas de rolamento, cada uma com 7 metros de largura, além de calçadas largas e ciclovia.

Desde 2019, o GDF investiu aproximadamente R$ 12 milhões na execução desse trabalho. A obra é estratégica para a mobilidade urbana da região, e vai representar uma alternativa segura em casos de emergência.

A Rota de Segurança será composta por duas saídas do Setor de Inflamáveis em continuidade a duas vias já existentes (IN-1 e IN-2), que seguirão paralelamente à via férrea até a marginal da EPTG, na altura do Setor Lúcio Costa.

Mais lidas
Últimas notícias