Ibaneis lamenta baixa procura por vacina no Dia D: “Grande decepção”

Das cerca de 200 mil pessoas que não iniciaram o ciclo vacinal no DF, apenas 11 mil receberam o imunizante contra Covid-19 no último sábado

atualizado 22/11/2021 18:25

Governador Ibaneis Rocha de máscaraRafaela Felicciano/Metrópoles

O governador Ibaneis Rocha (MDB) classificou, na manhã desta segunda-feira (22/11), o Dia D da vacinação contra Covid-19, que ocorreu no último sábado (20/11), como uma “grande decepção”. Da estimativa de 200 mil pessoas acima de 18 anos que poderiam ser imunizadas por não terem começado o ciclo vacinal, apenas 2.004 receberam o fármaco no mutirão promovido pelo Governo do Distrito Federal (GDF).

“Para mim, foi uma grande decepção. Temos um grande número de pessoas que não tomaram a segunda dose e deveriam buscar os postos de atendimento. Infelizmente, o número foi abaixo da expectativa, e vamos continuar trabalhando, tentando buscar esse público para vacinar e fechar o ciclo de imunização para que possamos também avançar nas demais medidas de abertura”, comentou.

No Dia D da vacinação, 11 mil pessoas foram protegidas contra a doença. Além dos 2.004 que tomaram a primeira dose, 7.042 receberam a segunda e 2.734 imunizaram-se com a dose de reforço.

0

A declaração ocorreu durante a abertura do 1º Seminário STJ em ação. O governador participou do evento nesta manhã.

Na oportunidade, o chefe do Palácio do Buriti acrescentou que pretende se reunir com o Secretário de Saúde do DF, ainda nesta segunda, para buscar outras iniciativas para vacinar a população.

“Eu espero que a gente mantenha essa busca ativa e diversos postos em locais de grande movimentação para que a gente possa realmente atingir o número necessário. Entendemos que precisamos chegar a pelo menos 80% de cobertura vacinal para voltar a ter uma vida normal”, pontuou Ibaneis.

Questionado sobre a possibilidade de reavaliar o uso do passaporte da vacina no DF, o emedebista negou que haja qualquer intenção.

“Continuo contrário. Acredito que não vai ser o passaporte da vacina que vá fazer as pessoas buscarem a vacinação. Vamos buscar a conscientização. Contar com a imprensa para divulgar a imunização para que a gente tenha esse movimento de conscientização da população e também contar com a boa vontade do povo”, concluiu.

Evento

O governador Ibaneis Rocha (MDB), participou, nesta manhã, da abertura do 1º Seminário STJ em ação.

O Instituto de Estudos Jurídicos Aplicados (Ieja) promoveu o evento, com o objetivo de abordar a cooperação entre o Superior Tribunal de Justiça (STJ) e a sociedade.

De acordo com a Corte superior, o STJ se dedica ao trabalho de julgar 543 mil processos, anualmente (dado de 2019). Com um trabalho planejado, atento a indicadores e metas, o Tribunal da Cidadania está sempre pronto a responder aos anseios da população, especialmente em tempos difíceis, como o da pandemia do novo coronavírus.

“É uma forma de agradecimento por tudo o que o STJ fez ao longo dessa pandemia. O STJ trabalhou muito para a desjudicialização das matérias ligadas à pandemia, e isso ajudou muito a nós, governantes, como um todo. É de suma importância eventos dessa natureza e a divulgação perante a sociedade”, pontuou o chefe do Palácio do Buriti.

A cerimônia será presidida pelo ministro Humberto Martins. A primeira preocupação da Corte é auxiliar a sociedade a se recuperar da crise provocada pela Covid-19, com a missão de ajudar a recompor o ambiente para os negócios e para a vida da sociedade em geral, o que é essencial para fortalecer o tribunal e, ao mesmo tempo, aumentar a confiança da população na instituição.

Mais lidas
Últimas notícias