Ibaneis diz não descartar lockdown em divisas com cidades do Entorno

Chefe do Executivo local também ressaltou aos presentes que autorizará o BRB a abrir linhas de crédito para pequenos negócios do Entorno

atualizado 25/02/2021 17:25

Ibaneis colocando máscaraGustavo Moreno/Metrópoles

Em reunião com prefeitos de municípios vizinhos ao Distrito Federal, o governador Ibaneis Rocha (MDB) não descartou decretar lockdown nas divisas entre Brasília e as cidades do Entorno. O chefe do Executivo local ressaltou que, a princípio, tudo não passa de um estudo e que a decisão vai depender do comportamento do coronavírus nessas regiões.

“Eles [prefeitos] acertaram que vão fazer um decreto com o fechamento de estabelecimentos. E eu fiquei de estudar, aqui no DF, se também vamos fazer o fechamento nessas áreas fronteiriças, a fim de diminuir o impacto dessa doença”, pontuou.

O titular do Palácio do Buriti citou um exemplo para embasar seu entendimento. “A argumentação trazida pelos prefeitos é muito interessante: você tem, por exemplo, o caso entre Santa Maria e Novo Gama, onde só tem uma pista que divide, então, não adianta fechar do lado de lá, se, com uma passagem de uma pista, as pessoas conseguem se aglomerar em Santa Maria.”

Ibaneis ainda comentou que, se as variantes mais agressivas da Covid-19 começarem a circular em solo brasiliense, avalia retomar medidas de restrição mais rígidas.

As falas do emedebista ocorreram durante encontro com os prefeitos do Entorno, realizado na tarde desta quinta-feira (25/2), no Palácio do Buriti.

Na ocasião, ele anunciou a criação de um convênio de pactuação com os municípios, para ampliar o suporte a pacientes com Covid-19 residentes nos municípios vizinhos à capital do país. “Será submetido ao Conselho Bipartite. Dessa forma, teremos condições de ampliar o atendimento”, disse.

Caso a medida seja aprovada, é possível realizar a transferência de leitos e recursos das cidades do Entorno para Brasília. Dessa forma, como explicou o Ibaneis, “o recurso acompanha o paciente”.

BRB

Além disso, o chefe do Executivo local ressaltou aos presentes que autorizará o BRB a abrir linhas de crédito para os pequenos negócios e, dessa vez, incluir aqueles instalados no Entorno.

“Serão juros reduzidos e isso pode ajudar muito os nossos comerciantes que sofrem com a pandemia”, declarou o emedebista.

Durante a conversa, prefeitos destacaram que o objetivo da reunião também era apaziguar os ânimos e construir uma solução unificada para a crise sanitária provocada pela pandemia de Covid-19.

Pouco antes do encontro, o prefeito de Valparaíso (GO) e presidente da Associação dos Municípios do Entorno de Brasília (Amab), Pábio Mossoró (MDB), comentou o debate envolvendo o tratamento de pacientes de cidades vizinhas ao Distrito Federal. “Não podemos ficar neste fogo cruzado”, disse ele, referindo-se ao embate entre Ibaneis e o governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM).

Como Ibaneis afirmou à coluna Grande Angular, Caiado estaria “negligenciando seus pacientes”, uma vez que 25% das internações em unidades de terapia intensiva (UTIs) do DF são de pacientes do Entorno, especialmente provenientes de cidades goianas. Uma hora depois, Caiado respondeu que a declaração do emedebista era “estapafúrdia”.

Do ponto de vista do prefeito de Santo Antônio do Descoberto, Aleandro Caldato (DEM), a solução para a situação depende do bom senso de todas as partes envolvidas.

Nesse sentido, os prefeitos também estão em tratativas com a Secretaria de Saúde de Goiás. “Não adianta a gente decretar lockdown na Região Metropolitana, se os nossos moradores vêm diariamente para o DF”, explicou.

Últimas notícias