Ibaneis anuncia construção de hospital na Penitenciária Feminina do DF

O governador do DF também informou, neste sábado (23/05), que o Hospital de Campanha do Complexo Penitenciário da Papuda será permanente

Governador Ibaneis anuncia hospital na Penitenciária Feminina do DFRenato Alves/Agência Brasília

atualizado 23/05/2020 19:32

O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), anunciou, neste sábado (23/05), a instalação de um hospital na Penitenciária Feminina do DF.

A novidade foi informada durante visita ao Hospital de Campanha que está sendo erguido no Complexo Penitenciário da Papuda. O emedebista disse que essa unidade, projetada inicialmente para tratar pacientes com o novo coronavírus, será definitiva.

“No início, a ideia era um hospital de campanha. Nós mudamos isso. Estamos fazendo um hospital que vai ficar definitivo aqui para atender, não só os detentos, mas também aqueles que trabalham aqui no dia a dia e precisarem de algum atendimento médico”, afirmou.

Na avaliação do governador, a unidade de saúde é importante porque o sistema carcerário da capital do país abriga mais de 15 mil detentos.

“Nós estamos deixando aqui um legado para o sistema penitenciário do Distrito Federal. E, agora, a partir desse modelo aqui, nós vamos instalar também no presídio feminino uma unidade para tratar das nossas detentas aqui no Distrito Federal”, anunciou.

A medida levará dignidade para os presos, segundo Ibaneis. “Uma hora esse pessoal vai sair. E eles têm que sair melhor do que entraram”, frisou.

0

O hospital da Papuda terá 10 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) com equipamento avançado para ventilação mecânica e mais 30 leitos de enfermaria. Serão em torno de mil metros de área construída.

A obra deverá custar R$ 5,9 milhões. A unidade será adaptável a qualquer patologia após a pandemia da Covid-19, segundo o Governo do Distrito Federal (GDF).

O GDF informou que possível separar os pacientes por perfil, como integrantes de facções e ex-policiais, ou por doença. As fundações das obras e da infraestrutura para a rede elétrica e cabeamento de dados foram concluídas. A montagem dos módulos pré-fabricados, que são semelhantes a contêineres e feitos de material resistente ao fogo, também está pronta, de acordo com o governo local.

O projeto também prevê sistema de isolamento térmico, acústico e uma rede de fibra óptica para interligação com o sistema da Secretaria de Saúde e suporte para câmeras de vigilância.

Mané Garrincha

Outra unidade construída para o combate à pandemia do novo coronavírus, o Hospital de Campanha do Estádio Mané Garrincha recebeu, nessa sexta-feira (22/05), os primeiros cinco pacientes. Os doentes foram transferidos do Hospital Regional da Asa Norte (Hran) para a nova unidade. Há 197 leitos no local.

A capital do país tem 89 mortes provocadas pela doença e 6.248 casos confirmados da Covid-19, segundo dados divulgados pelo GDF neste sábado. Há 658 presos infectados pelo novo coronavírus na capital do país.

Ocupação

Dos 283 leitos públicos de UTI com suporte de ventilação mecânica no DF, 104 (36,7%) estão ocupados por pacientes com a Covid-19. Outros 179 estão reservados.

De acordo com o governador, o percentual está dentro da meta do GDF, de até 40%. “Pode ser que, em algum momento, chegue a 50%. Dentro da meta, temos segurança para reabrir as atividades gradualmente”, disse o emedebista à coluna.

Pelo menos 12 capitais têm taxa de ocupação de leitos de UTI acima de 80%. Nessa sexta-feira (22/05), o Governo do Distrito Federal (GDF) publicou decreto autorizando o funcionamento de shoppings centers e centros comerciais a partir do próximo dia 27. O expediente será restrito: das 13h às 21h.

Últimas notícias