Homem sai para caminhar e desaparece no DF. Família pede ajuda

Waldemar Maciel Mendes, de 56 anos, foi visto pela última vez por volta de 11h30, próximo ao açougue Sobradinho Carnes, em Taguatinga Centro

atualizado 15/08/2020 14:43

Waldemar Maciel Mendes, desaparecidoArquivo pessoal

O morador da Colônia Agrícola de Samambaia Waldemar Maciel Mendes (foto em destaque), de 56 anos, está desaparecido desde a manhã dessa sexta-feira (14/8). Segundo a família, ele foi visto pela última vez por volta de 11h30, próximo ao açougue Sobradinho Carnes, em Taguatinga Centro.

De acordo com a irmã dele, Marli Maciel Pereira, 43, Waldemar foi diagnosticado com esquizofrenia aos 19 anos, mas controla a doença com uso de medicamentos. “Ele tem esse hábito de sair para caminhar, porque faz bem para ele. Geralmente, ele sai e volta até as 17h, mas dessa vez não voltou”, conta.

Waldemar mora com a irmã e o cunhado há 10 anos e nunca havia ficado sem dar notícias por mais de um dia como agora. “Ele saiu de casa primeiro e eu fui depois, com meu filho pequeno, para irmos a agência do [banco] Bradesco. Resolvemos nossas coisas por lá e eu voltei. Ele falou que iria ficar mais um pouco e voltava depois, a pé”, narra ela.

0

Por volta de 19h30, Marli então registrou um boletim de ocorrência na 12ª Delegacia de Polícia (Taguatinga Centro). Segundo ela, o irmão saiu de casa vestido com uma camisa azul clara, uma calça jeans e tênis preto da marca Olympikus (como na foto em destaque).

“Ele estava sem celular e sem documento. Estamos muito preocupados”, acrescenta.

Caso alguém tenha informações que ajudem a família a localizar Waldemar, a irmã pede para que liguem nos telefones: (61) 99685-7439 (Marli) ou (61) 99976-4982 (Sebastião – cunhado dele).

Últimas notícias