Lázaro: familiares voltam à estaca zero na busca por servidor desaparecido

Buscas se direcionaram para Anápolis (GO), depois que a família recebeu uma ligação da cidade, mas foram infrutíferas

atualizado 14/08/2020 17:32

Arquivo pessoal

O que parecia estar próximo de um desfecho feliz na história de Lázaro Rosa Franco, 29 anos, servidor do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), desaparecido desde o dia 30 de junho, acabou tomando outro rumo.

Após os familiares verificarem imagens das câmeras de segurança em Anápolis (GO), ficou constatado que não era o servidor e os relatos foram desconsiderados.

As buscas se intensificaram seguiram por municípios de Goiás como Abadiânia, Corumbá e Pirenópolis, após Hélio Franco, pai de Lázaro, ter recebido um telefonema de um morador de Anápolis, em 19 de julho. Uma mulher afirmava ter conversado com o jovem dois dias antes.

0
Novo rumo

Agora, as novas buscas voltam-se ao Distrito Federal.

Os grupos de apoio nas buscas estão intensificando a divulgação. Foram distribuídos cartazes em vários pontos do DF e também no Valparaíso, além de ônibus de transporte público.

Veja o último registro do servidor na região do Entorno:

Qualquer informação que indique o paradeiro de Lázaro pode ser usada nas buscas. Quem tiver alguma pista pode contatar a família pelos telefones (61) 3627-9406 / 99219-6669 ou 99178-3416.

 

Últimas notícias