Greve dos metroviários no DF não altera uso de faixas exclusivas

Segundo o DER, as faixas da EPTG e da EPNB continuam sendo apenas para uso de ônibus, vans escolares e táxis

atualizado 19/04/2021 8:46

Michael Melo/Metrópoles

O Departamento de Estradas de Rodagem (DER) informa que a greve dos metroviários não altera a utilização das faixas exclusivas de ônibus, que continua sendo para uso apenas de ônibus, vans escolares e táxis.

As faixas sob gestão do DER são a da Estrada Parque Núcleo Bandeirante (EPNB) e da Estrada Parque Taguatinga (EPTG). O Departamento de Trânsito (Detran) não informou se vai liberar as faixas em função da paralisação, que começou nesta segunda-feira (19/4).

0

As estações do metrô do Distrito Federal amanheceram lotadas. Após assembleia terminar, nesse domingo (18/4), sem consenso, o Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transportes Metroviários do DF (SindMetrô) decidiu entrar em greve, por tempo indeterminado. Dessa forma, a semana começa com apenas 14 dos 24 trens circulando em horário de pico.

Com a redução no número de vagões, houve aglomerações nos terminais, em plena pandemia da Covid-19 na capital. Na Estação Ceilândia Centro, passageiros reclamaram da demora dos trens, que, às 7h, levavam cerca de 12 minutos para chegar aos terminais. Em dias normais, este tempo de espera é de 4 minutos, segundo os usuários do sistema.

Últimas notícias